O acordo de pescas (Crónicas do Solnado – 5.11.1984)

Entre dezembro de 1983 e março de 1985 escrevi mais de 30 crónicas que foram lidas e interpretadas pelo Raul Solnado, primeiro, no programa Fim de Semana, na RTP-1, depois no Programa da Manhã, da Rádio Comercial.

Passei um fim de semana terrível!

Não consegui dormir, quase não comi, não atendi telefonemas e passei o tempo todo a andar de um lado para o outro!

Nem a maratona de Lisboa me interessou… tinha os nervos à mara…tona de água!

E tudo por causa da questão das pescas com os espanhóis.

Este assunto já cheira a fénico!

Ainda pensei que as coisas ficassem em águas de bacalhau, ou que se fizesse um novo Tratado de Tordesilhas, mas os espanhóis não morderam o anzol.

Como sabem, o governo português denunciou p acordo de pescas, que foi assinado com os castelhanos em 1969.

Quer dizer: parece que a gente sempre vai entrar para a CEE em janeiro do ano que vem, os espanhóis também entram, entra tudo minha gente, e vai daí, o nosso governo achou que o acordo de pescas já não fazia sentido.

Mas os súbditos de Juan Carlos não estão pelos ajustes e querem continuar a sacar-nos a sardinha.

Eu cá não pesco nada disto, mas estudei História no Liceu e não me esqueci dos Filipes.

E se os nuestros hermanos se armam em carapaus de corrida e vêm por aí fora, com uma nova Invencível Armada e acabamos todos à solha?

O porta-voz do governo castelhano garantiu, no sábado passado, que não está nos planos deles invadirem Portugal.

Mas nunca fiando!…

Por enquanto, as coisas estão nas vias diplomáticas, mas sinceramente tenho medo das represálias.

Não sei se já repararam que o Douro, O Tejo e o Guadiana nascem em Espanha… E se eles nos secam os rios?…o que é que a gente faz às pontes?

É que, de Espanha, nem bom vento nem bom casamento… lembrem-se, por exemplo, do caso de Olivença… até hoje!… ficámos a ver navios!

Claro que Mário Soares é amigo de Felipe Gonzalez, se calhar até já foram à pesca juntos – mas parece que Soares é ainda mais amigo de Mitterand, e o 1º ministro espanhol fica escamado com estas coisas.

Convenhamos que o problema é uma pescadinha de rabo na boca, mas, como é costume, quem se lixa é o mexilhão…

Mas por que raio é que os espanhóis querem o nosso peixe?

Sempre ouvi dizer que os portugueses são peixe miúdo!…

Se calhar, para eles, tudo o que venha à rede, é peixe…

Bom, o melhor é ir comer uns carapauzinhos com molho à espanhola, a ver se acalmo, e vocês façam o favor de ser felizes.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.