Outra vez?!

Título do Público de hoje:

“Igreja aberta a mexer nos feriados

Corpo de Deus pode vir a ser sacrificado”

Outra vez?!

Mas afinal, de que Lhe serve ser Deus, porra?!

Tags: , , , ,

2 Responses to “Outra vez?!”

  1. A Igreja, pelos vistos, manda no país. Eles é que negoceiam os feriados. Ao que parece, a vida e morte do Cristo e dos Santos não é uma questão sagrada, é negociável.

    Lembra-me quando o Vaticano veio dizer que afinal, o Limbo não existe.

    …então… perceberam mal a mensagem de Deus?

  2. António Pires says:

    Ver ponto 2. do artigo 3º da Concordata de 2004 assinada entre o Estado Português e a Santa Sé:
    “1. A República Portuguesa reconhece como dias festivos os Domingos.
    2. Os outros dias reconhecidos como festivos católicos são definidos por acordo nos termos do artigo 28.
    3. A República Portuguesa providenciará no sentido de possibilitar aos católicos, no termos da lei portuguesa, o cumprimento dos deveres religiosos nos dias festivos.”

    Pode-se estar de acordo ou não com a existência de uma concordata ou dos termos aí definidos, mas é um contrato legal entre duas partes e deve ser respeitado enquanto estiver em vigor. Os feriados em que a igreja tem uma palavra a dizer são unicamente os religiosos (católicos, entenda-se), como é óbvio.

    Só para clarificar, o Natal que celebra o nascimento de Cristo, é uma data inventada. Ninguém sabe ao certo em que dia nasceu Cristo (para os que acreditam Nele). Convencionou-se que seria a 24 de Dezembro porque essa data era uma festividade pagã (para a Igreja!). Não existe feriado algum que celebre o nascimento ou a morte de um santo específico. A vida e morte de Cristo e dos Santos pode ser ou não uma questão sagrada para a Igreja, mas as datas seguramente não são.

Leave a Reply