The Raconteurs – “Broken Boy Soldier”

raconteurs.jpgFoi o Pedro que chamou a atenção para esta nova banda norte-americana e, como ele escreveu, no Macacos, que algumas das suas canções soavam aos Beatles, comprei o disco. Um pouco de nostalgia sabe sempre bem.

E foi uma excelente surpresa.

A banda é formada por Jack White (voz, guitarra e sintetizadores), dos White Stripes, Jack Lawrence (baixo), Patrick Keeler (percussão) e Brendan Benson (guitarra e voz).

É verdade que alguns temas soam a coisas que os Beatles fizeram, mas não só. Todo o disco é um revivalismo do rock dos anos 60 e da primeira metade dos anos 70.

O primeiro tema, “Steady, as she goes”, podia muito bem ter sido composto por Lennon e McCartney; “Intimate secretary” soa a algumas das coisas que George Harrison fez, no período em que andou metido na meditação transcendental e no LSD; “Call it a day” tem harmonias vocais que fazem lembrar “Rubber Soul”.

Mas há outras “influências”: “Hands”, soa a Marc Bolan e T. Rex; “Broken Boy Soldier”, podia ser dos Stones; os Bee Gees dos primeiros tempos, não desdenhariam “Together”; qualquer banda de segundo plano dos anos 60 (tipo Small Faces, Lovin’ Spoonfull ou Hollies) poderia ter composto “Yellow Sun”; “Store bought bones” tem um início de teclas que faz lembrar os Nice e os Emerson, Lake and Palmer. Finalmente, “Blue Veins” é um blues que parece ser tirado de “Then Play On”, dos Fleetwood Mac, no tempo em que o Peter Green ainda pontificava.

Dito desta maneira, até parece que The Raconteurs se limitaram a fazer um disco a imitar todas estas bandas dos anos 60 e 70.

Não é verdade. Quase toda a música popular soa a qualquer coisa que já foi feita antes. E se estes quatro putos, muito provavelmente, cresceram a ouvir rock dos anos 60, por que não fazer um disco assim?

Fizeram muito bem e eu gosto!

4 thoughts on “The Raconteurs – “Broken Boy Soldier”

  1. Apesar de se falar aqui sobre música, o interessante é que o Paul McCartney e o Mike Love (dos Beach Boys) praticam a técnica da Meditação Transcendental até hoje! O Paul esteve com o fundador da técnica da MT há 2 anos e levou os filhos dele para conhecer Maharishi Mahesh Yogi na Holanda. O Mike Love inclusive é professor dessa técnica nos EUA.

  2. Faltou citar Led Zeppelin, como alguem que cita algo dos anos 70 nao lembra da banda que ainda mais nesse disco tem muita influencia !

  3. Epá devias ter vergonha de ainda não conhecer o Jack White antes dos Raconteurs. Avé White Stripes. Quem não conhece o álbum “Elephant” não é deste mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.