Tantos cães a um osso

Como é possível que um Câmara falida e com dívidas até ao tecto, tenha tanta gente a querer ocupar o cargo de presidente?

O PS não brinca em serviço e avança com a candidatura do nº2 do Governo, aquele senhor moreno que usa camisas e fatos um número abaixo.

Marques Mendes levou várias negas e acabou por ver a coisa preta; vai daí, convidou Negrão, que era vereador da Câmara de Setúbal e o homem aceitou porque, para ele, qualquer cidade serve, desde que tenha emprego.

O PCP avança com Ruben de Carvalho e o Bloco, com Sá Fernandes – escolhas lógicas.

O PPM apresenta o fadista Gonçalo da Câmara Pereira, que tem a vantagem de já ter a Câmara no nome.

O PDN (que é isso?…) concorre com Manuel Monteiro, um homem do Norte para endireitar Lisboa.

O CDS vai decidir hoje quem será o seu candidato, mas tem muita gente disponível: Teresa Caeiro, Luís Nobre Guedes, Telmo Correia e o próprio Paulo Portas que, ontem, ao Telejornal, fez questão de referir estes nomes por ordem alfabética (betinho…)

E ainda há a Helena Roseta que, de repente, está muito preocupada com o estado da capital do país.

E parece que aquele senhor que não gosta de pretos também vai concorrer mas, com esse não me posso meter, porque ainda acabo por ser perseguido por dois calmeirões carecas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.