Que ninguém o pare!

Houve duas coisas de que gostei muito na noite eleitoral.

Uma, foi a maneira sentida, vibrante, máscula, à homem, como Paulo Portas, com uma lágrima no canto do olho, se abraçou a Nuno Melo.

Por momentos, pensei que iam arrancar o braço um ao outro, tal o vigor aplicado naquele abraço.

Os homens a sério vêem-se neste gestos(*).

A outra, foi ver Paulo Rangel a ocupar metade do palanque e rodeado por 152 jovens pê-esse-dês, imberbes, a gritarem: “Ninguém pára o Rangel! Ninguém pára o Rangel! Ninguém pára o Rangel, olé-ó!”.

Concordo plenamente.

Posto a rolar, em direcção a Bruxelas, espero bem que ninguém o pare e que o deixe rolar, Europa fora, até aos Urais.

(*) – Os homens? A sério?! Vêem-se nestes gestos?

Os homens!… A sério que se vêem nestes gestos?

Os homens a sério vêm-se nestes gestos?

4 thoughts on “Que ninguém o pare!

  1. e que fique la a hibernar por uns anos …
    era bom que mais de 60% de completa indiferença para com estes pseudo- politicos, se transformasse em algo construtivo… Ja dizia o outro “i have a dream…”

  2. O Paulo Rangel tem mesmo cara de cú à paizana.

    Segue a tradição: o Barroso era PM e fugiu para Bruxelas, o Rangel era líder de bancada, dizia-se por aí que era o único que dava luta ao Sócrates… fugiu para Bruxelas.

    Bom, pensando bem, por sete mil e tal euros, 14 vezes por ano, também eu ia para Bruxelas!

  3. O enfant terrible do psd lá vai fazer gritaria para outro lado. Será?
    Aquela voz de cana rachada, amante da música desafinada, (segundo diziam os sabedores da coisa), diz que vai para bruxelas, mas o meu palpite é que a manelinha, cara de bruxa, vai requisitá-lo para as lesgislativas.
    Eles podem lá passar sem ele!
    E nós vamos ter que nos aguentar!

Leave a Reply to pitroile Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.