Cristo em doses industriais

Segundo o Público de hoje, acabou a produção manual de hóstias no Mosteiro da Senhora das Mercês, na ilha Terceira. A partir de agora, as irmãs clarissas passam a usar máquinas industriais para fabricar o Senhor.

A irmã Verónica explicou que, com as novas máquinas, o Mosteiro é capaz de produzir 60 mil hóstias por semana.

O corpo de Deus em quantidades industriais!

Claro que a ilha Terceira não consome assim tantas hóstias, portanto, as irmãs exportam o corpo de Cristo para as restantes ilhas dos Açores e ainda ganham algum.

Para quem estiver interessado, aqui ficam os preços (sempre segundo o Público de hoje – não estou a inventar nada):

– sacos de 50 hóstias – 3 euros

– sacos de 500 hóstias – 5 euros

– sacos de 1000 hóstias – 7 euros

Como se percebe, sai muito mais barato comprar logo um saco com mil hóstias. Dá para uma família comungar todos os dias durante quase um ano!

Resta acrescentar que as irmãs clarissas vivem em reclusão e, portanto, as encomendas têm que ser feitas pelo telefone.

Infelizmente, o Público não revela o número de telefone, mas penso que se telefonarem para o jornal, talvez consigam o contacto da irmã Verónica. Aqui fica o telefone do Público: 21 011 10 00.

One thought on “Cristo em doses industriais

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.