CPLP expande-se

Para além dessa maravilhosa democracia que é a Guiné Equatorial, outros países pediram, também, para serem membros de pleno direito da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, a saber:

– a Venezuela, porque tem muitos emigrantes portugueses, porque nos compra os Magalhães e porque Chavez é grande amigo do Sócrates e do Alberto João;

– a Líbia, porque Kadhafi já armou a sua barraca em Portugal e gostou;

– o Kosovo, porque Portugal é um dos poucos países europeus que reconheceu a sua independência;

– a Ucrânia, porque metade da população já fala português porque, ou está emigrada em Portugal, ou já esteve e ficou a falar melhor português do que alguns portugueses nas entrevistas de rua dos telejornais;

– e a Coreia do Norte porque foi a única equipa a quem Portugal marcou golos no Campeonato da Vuvuzela.

Pequena nota: a esperança média de vida na Guiné Equatorial é de 51 anos, a taxa de mortalidade infantil é de 92 por mil nascimentos, três em cada quatro habitantes do país vive abaixo do limiar da pobreza e o actual presidente foi considerado pela Forbes o oitavo governante mais rico do mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.