Agosto – minha mãe, estive no meu posto!

O malfadado mês de Agosto já lá vai! Já estamos no plácido mês de Setembro, que prepara o caminho para o glorioso mês de Outubro.

Isto é linguagem cifrada, claro.

Há doze anos, pelo menos, que não tiro férias em Agosto. Há doze anos, pelo menos, que Agosto é o mês em que mais trabalho: vejo os meus colegas irem de férias e regressarem de férias, tostados pelo sol, com os ventres mais dilatados e uns quantos quilos a mais e eu, enfezado e pálido, mas, cínico, murmurando: “a vingança serve-se fria… quando começarem as infecções respiratórias, estarei eu de férias e vocês terão que aturar os doentes tossindo, espirrando, projectando vírus em todas as direcções!”

Há doze anos, pelo menos, que aguento estoicamente todo o mês de Agosto, fazendo o meu trabalho e o dos que estão a banhos na Ericeira ou no Algarve.

Costumo dizer que não me importo.

Mas começo a importar-me.

A estaleca já não é a mesma, o poder de encaixe esmoreceu e – caramba! – este mês de Agosto fiz mais de 1200 consultas!

Em Agosto, minha mãe, estive no meu posto, mas confesso que não sei se aguentarei outro Agosto como este!

2 thoughts on “Agosto – minha mãe, estive no meu posto!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.