Referendo é coisa de suíços

A Suíça é um país estranho. Para além de estar dividida em cantões, quando toda a gente está a ver que aquilo são cantinhos, tem marinha, embora não tenha mar.

Para além da bandeira, que é bonita, os suíços pouco mais têm em comum – até a língua oficial é três.

Por isso, fazem referendos por tudo e por nada.

Agora, os portugueses parecem queres seguir-lhes as pisadas. Mais de 90 mil pessoas assinaram um abaixo-assinado pedindo um referendo sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Porquê?

Porque é um tema “fracturante”, que é uma palavra muito na moda e que soa a ortopedia.

Também os impostos são um tema fracturante (partem muitas cabeças) e nunca ninguém se lembrou de propôr um referendo para saber se as pessoas querem, ou não, pagar impostos.

E, já agora que falamos de impostos, por que não um referendo para saber se as pessoas acham bem que as igrejas estejam isentas de impostos?

Se os deputados puderam aprovar uma lei que me obriga a trabalhar mais anos para atingir a reforma – por que carga de água não hão-de aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

E estou a ser injusto para os suíços… também gosto muito dos queijos e dos relógios…

5 thoughts on “Referendo é coisa de suíços

    1. recebi mais comentários deste estilo, que apaguei, por serem completamente idiotas. É engraçado como alguns temas ferem almas mais sensíveis. Enfim, maricas…

  1. Caro Dr, o meu comentário foi meramente irónico e posso aceitar que não o tenha achado irónico ou com piada, mas maricas? Je mais, como dizia o outro…estou-me puramente borrifando para aquilo que dois maricas, perdão duas pessoas queiram fazer!

    No entanto, fico contente com o destaque que deu ao meu comentário, entre todos os que recebeu; só é pena porque o meu não representa a idiotice desses mesmos comentários, mas apenas ironia que não agradou ao Sr. Dr.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.