Pronto: tomem lá as escutas!

O formidável director do Sol, José António Saraiva, escreveu no seu editorial desta semana:

“O PGR, Pinto Monteiro, teve há semanas um desabafo que um jornal transformou em manchete onde dizia mais ou menos isto: «Se for necessário para acalmar os ânimos, eu divulgo as escutas todas do 1ºministro». Ora essa divulgação é impossível, como o PGR sabe, por uma razão inultrapassável: as conversas contêm linguagem imprópria, com insultos e referências desprimorosas a figuras públicas, pelo que não podem ser divulgadas. Se isso acontecesse, Sócrates seria forçado a renunciar – ou o PR teria de o demitir.”

Isto quer dizer, obviamente, que José António Saraiva conhece o conteúdo das conversas entre Sócrates e Vara, isto é, violou o segredo de justiça.

Mas não é só ele. Também eu conheço o conteúdo dessas conversetas e, para se acabar com as especulações, aqui têm um excerto de um dos telefonemas entre Sócrates e Vara:

S- Alô, Vara, como vai isso, meu ganda c*****?

V – Olá, Sócrates, meu s***** de m****! Então, que é feito?

S – É pá, estou f***** com aquela p*** da MMG e da m**** do Jornal Nacional. A gaja está-me a f**** e eu a ver!

V – Tens razão, pá! Havíamos de calar a tipa! Mas como?!

S – Olha, enfiando-lhe uma p**** pela boca abaixo!

V – Isso era o que ela queria! Mas a malta não pode arranjar maneira de acabar com aquilo?

S – Só se for com a ajuda dos c****** dos espanhóis!

V – Ou então, arranjamos alguém que lhe parta uma perna… eu, por acaso, conheço um sucateiro que era capaz de se encarregar disso.

S – Ah é? E quanto é que ele levaria por esse trabalhinho?

V – O c***** é ganancioso e é capaz de levar uns 10 mil euros!

S – Ó pá, eu até lhe pagava o dobro!

V- Tás a brincar, não tás, ó Sócras!

S – Claro, meu c*****! Não é que isso já me tenha passado pela cabeça mas, se alguma vez o fizesse, não combinava isso contigo pelo telefone, por causa das escutas…

V – Então, mas afinal, quem é que está a ser escutado? Ouvi dizer que tu é que estavas a escutar o Cavaco!

S- Lérias, Vara! Lérias! Olha, tenho que ir! Adeus e não te deixes corromper, pá!

V – Está descansado. Com o ordenado que os tansos do BCP me estão a pagar, só me deixava corromper por uma quantia milionária!

Como se compreende, não é possível publicar isto nos jornais, se não, o nosso 1º ministro teria que se demitir e os jornalistas não querem isso, nomeadamente, os do Sol – depois, como Felícia Cabrita ocuparia o tempo e que manchetes arranjariam eles para vender o seu formidável jornal?

4 thoughts on “Pronto: tomem lá as escutas!

  1. A semana foi marcada pela palavra suicídio usada por Pinto Balsemão para caracterizar a situação do PSD, Manuela Ferreira Leite continua a conduzir o partido com raiva por ter perdido as eleições e, agora, com raiva acrescida pelo facto do caso Face Oculta se ter revelado um fiasco de consequências imprevisíveis. Os mesmos que se animaram com a hipótese de fazerem a Sócrates o que os eleitores não fizeram nas eleições legislativas acabaram por se desorientar com os efeitos perversos da sua estratégia, é cada vez mais evidente a mãozinha partidária nos contornos deste processo, o Ministério Público perdeu a escassa credibilidade que eventualmente ainda tinha, a justiça portuguesa acabou por dar um espectáculo tão triste e pobre que mais tarde ou mais cedo conduzirá à mudança do modelo de um Ministério Público que deixou de ser uma instituição credível e confiável para a democracia.
    (…)
    A oposição prossegue a sua estratégia suicida, alheios aos problemas do país e dos portugueses os líderes da oposição e os seus deputados decidiram iniciar um PREC na versão parlamentar, transformando o parlamento num imenso bacanal onde é possível encontrar Ferreira Leite, Louçã, Jerónimo de Sousa e Portas embrulhados na mesma cama. O prior é quando ninguém souber de quem é o filho nascido no fim desta orgia.

    in http://jumento.blogspot.com/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.