Portugal, 24 de Abril

* Miguel Macedo foi ministro da Administração Interna e demitiu-se porque era amigo de um alto funcionário que foi preso, acusado de corrupção.

Rumores correm, segundo os quais Macedo também está envolvido, pelo que ele, que é deputado, pede o levantamento da imunidade.

A Comissão de Ética do Parlamento recusa o seu pedido, por unanimidade.

Decisão corporativa ou medicina preventiva?

Sem imunidade, quem livraria Macedo de ser infectado mais cedo?

* O PSD, CDS e PS querem fazer renascer o chamado “exame prévio”, eufemismo para censura.

Cada órgão de comunicação social deveria, então, apresentar um plano de cobertura jornalística do período eleitoral, que seria apreciado por um novo órgão, uma espécie de comissão mista composta por elementos da Comissão Nacional de Eleições e pela Entidade Reguladora da Comunicação Social.

Teríamos assim mais um órgão, como se o pâncreas, o fígado, a próstata e os testículos já não fossem suficientes!

Depois, se esse órgão achasse que o plano não era, digamos, adequado, o órgão não poderia fazer a cobertura.

Ora, um órgão sem cobertura apanha pó e está sujeito a emperrar.

Voltaríamos ao exame prévio.

Abrir as pernas antes de ser comida.

* Uma investigação da Universidade da Beira Interior, na Covilhã, indica que o consumo moderado de cafeína – 3 a 4 cafés por dia – pode ajudar à produção de espermatozóides.

Ora aqui está uma boa notícia, para compensar.

Hoje é sexta-feira e, esta semana, já bebi, pelas minhas contas, 24 cafés.

Portanto, cuidado comigo!

* Diz o Correio da Manhã que a Linha de Saúde 24 atendeu, em 2014, 526 mil chamadas telefónicas.

No que respeita à doença, os portugueses seguem a máxima: não vá, telefone?

Não – preferem a máxima: telefone e vá na mesma!

* O relatório das Nações Unidas sobre a felicidade dos países, coloca-nos no 88º lugar do ranking, 15 lugares abaixo do que estávamos há 3 anos!

O Governo Passos-Portas tornou-nos mais infelizes!

Ainda mais infelizes!

O país mais feliz do mundo é a Suíça e nós ficamos abaixo da China, da Sérvia e até da Zâmbia, país onde a esperança média de vida é de 57 anos, enquanto que nós, vivemos, em média, 80 anos.

Quer dizer, vivemos mais 23 anos fodidos da vida dos que os zambianos (ou será zambenses?).

Numa escala de felicidade de 0 a 10, ficamo-nos por 5,1.

Somos uns meias-tintas da merda!

O que vale é que, amanhã, é 25 de Abril…

Tags: ,

Leave a Reply