O mundo não nos importa

Tony de Matos, cançonetista afamado do século passado, tinha uma cantiga que rezava assim: “Que falem, não nos interessa/ O mundo não nos importa/ O nosso mundo começa/ Cá dentro da nossa porta”.

Também aos jornais televisivos, o mundo não os importa. Só temos direito a notícias cá da paróquia; do estrangeiro, quase nada. E também não podemos propriamente chamar notícias àquilo, partindo do princípio que “notícia” significa “novidade”.

Ontem, por exemplo, o jornal da noite da Sic abriu com a não-notícia, veiculada pelo semanário Sol, segundo a qual Sócrates recebeu um sms de Vara, informando-o de que Moura Guedes ia deixar de apresentar o jornal da TVI, minutos antes da notícia sair na comunicação social – o que quer dizer que Sócrates mentiu ao Parlamento, uma vez que disse que tinha tido conhecimento do facto através da comunicação social.

Grande notícia de abertura, não?

Seguiram-se, depois, não-notícias sobre as medidas de austeridade, uma vez que não há nenhuma novidade neste campo, mais algumas especulações sobre a tentativa de compra da PT pela Telefónica, qualquer coisa da visita de Sócrates ao Brasil e ligação a Madrid, onde uma enviada especial está há vários dias a debitar não-notícias sobre Mourinho, que ainda não chegou, mas está quase a chegar à capital espanhola. Houve também uma ligação directa à Covilhã, onde um jornalista com nome de medicamento (Nuno Luz – Tuneluz), debitou mais uma série de não-notícias sobre a selecção.

E cerca de 50 minutos depois do seu início, finalmente, notícias internacionais, no jornal da Sic: um parágrafo sobre o atentado maoista na Índia, que já vai em 90 mortos, umas linhas sobre outro atentado, mas no Paquistão, uma coisa a fugir sobre a maior catástrofe ambiental dos Estados Unidos e um fait-divers sobre o corte, por engano, da linha telefónica do primeiro-ministro grego – 3 minutos de notícias internacionais! Três míseros minutos!

Nada sobre a tensão entre as duas Coreias, que pode desencadear uma nova guerra, nada sobre os conflitos na Jamaica, que está à beira de uma guerra civil, nada sobre as relações entre o Brasil e o Irão, que estão a irritar a diplomacia norte-americana. Nada!

Uma vergonha de um jornal, uma vergonha editorial.

Portugal não passa de uma paróquia e tem os jornalistas que merece…

Tags: , , , ,

4 Responses to “O mundo não nos importa”

  1. antonio dias says:

    Assino por baixo, e a mediocridade faz escola, na RTP o panorama é o mesmo.
    A TVI, recuso-me a ver, pese embora tenha um excelente comentador de economia.

  2. CM says:

    E este post só poderia ter escrito por alguém que conhece também a profissão por dentro. Nojo é o que eu digo. Amigos e família acusam-me de snobismo intelectual, mas eu só vejo a BBC e a France24 (às vezes, que jornalistas idiotas não são só os portugueses…). Talvez os bons jornalistas estejam agora a fazer outras coisas da sua vidinha. A ser médicos, por exemplo. Digo eu…

  3. margarida cavaco says:

    Artur, como tens razão!!! Da ironia da tua escrita transparece aquela raiva que eu conheço tão bem cada vez que me sento em frente à tv a tentar perceber o que se passa de novo – e nada, ou mais do mesmo, ou calhandrice, ou politiquice, ou mentira descarada e fabricação impune de porcarias! Tristeza…

Leave a Reply