O futebol é assim mesmo – 2

Começou o novo campeonato de futebol e ninguém sabe quem é que fica na 1ª Liga: o Gil Vicente, o Belenenses ou mesmo o Leixões?

Contando com os resultados, os golos marcados e os golos sofridos, devia ser o Gil Vicente. Mas o Belenenses descobriu que o jogador Mateus, do Gil, não estava bem inscrito, ou coisa que o valha. As instâncias competentes decidiram: o Belenenses sobe à 1ª Liga, o Gil, desce.

O clube de Barcelos recorre para os tribunais e os tribunais decidem: desce o Belenenses, sobe o Gil.

Isto é uma afronta: não é suposto os clubes recorrerem aos tribunais. A Federação tem os seus órgãos próprios. A FIFA quer castigar o Gil por ter infringido as normas.

É como se eu, como médico, só pudesse ser julgado pela Ordem dos Médicos, no caso de ter cometido alguma negligência que pusesse em perigo a vida de um doente.

É então que o Leixões entra em cena: se o Belenenses e o Gil estão a fazer maldades, deve ser o Leixões a subir à 1ª Liga e os outros dois que se danem.

A Federação decide, não decidindo: para já, nenhum destes três clubes joga esta semana.

E para a próxima? Logo se vê.

Se fosse o PCP a gerir a Federação, a coisa seria facilmente resolvida. Aposto que o PCP faria como fez com o presidente da Câmara de Setúbal: é preciso renovar e rejuvenescer – o Belenenses, o Gil Vicente e até o Leixões já jogaram muitas vezes na 1ª Liga; sobe o Louletano à 1ª Divisão!

9 thoughts on “O futebol é assim mesmo – 2

  1. O Farense deixou de ter futebol. Foi do Farense que veio, para o Benfica, claro, esse grande ponta de lança marroquino (ou argelino?), chamado Hassan!

  2. Era internacional Marroquino! Marcava golos que se fartava, mas, numa equipa montada por Artur Jorge, isso é incompativel com os principios do treinador. Com Artur Jorge tinha era que se defender e sofrer o minimo de golos possivel. Marcar golos e ganhar, era completamente desprovido de senso!

  3. Há, de facto, algo de errado com a maior parte dos pontas-de-lança que vêm jogar para o Benfica. Quando chegam à Luz, deixam de marcar golos! Os exemplos são aos montes: houve um tal Marcelo, melhor marcador do Tirsense, o João Tomás (quando foi para o Braga, desatou a marcar golos), o Marcel que, na Académica, marcava que se fartava, o tosco Karadas, que marcava golos no Rosenborg (acho eu), etc.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.