Não sejam piegas, porra!

Ainda a campanha eleitoral ia no adro e já eu dizia que Passos Coelho me fazia lembrar o Anhuca, o famoso palhaço pobre que, em tempos que já lá vão, assustou muitas criancinhas.

Com aquela ausência do lábio superior, com um pouco de base na face, batom nos lábios e rimel nos olhos, o primeiro-ministro fica mesmo parecido com o Anhuca.

E depois, ao dizer os disparates sucessivos que diz, mais palhaço parece.

Já não bastava ter sugerido aos jovens que emigrassem – agora, Passos Coelho diz-nos que devemos ser mais exigentes e menos piegas!

Cortam-te 10% do ordenado, os subsídios de Natal e de férias, aumentam-te os impostos, o gás, a electricidade, a água e os transportes, tiram-te feriados e dias de férias e ainda protestas?

És um piegas!

Impedem-te de deduzires despesas de saúde no IRS, aumentam as taxas moderadoras, fecham tribunais e centros de saúde e tu queixas-te?

Piegas de merda!

Eliminam carreiras de transportes, dificultam o transporte de doentes, cortam o subsídio de desemprego, baixam as reformas e tiram-te o Carnaval e tu ainda mandas vir?

És um piegas do caraças!

Mas melhor que o Anhuca, só o Álvaro, que continua no seu melhor.

Hoje, no Parlamento, o Álvaro envolveu-se em discussão com o deputado comunista, Agostinho Lopes.

Lopes, truculento, dizia que o Álvaro veio, lá do Canadá, com a fama de grande professor de Economia e, afinal, nada!

O Àlvaro ficou zangado, achou que “emigrante” era insulto e disse que os comunistas não gostam de emigrantes.

Lopes acabou por exclamar: «Sr. Ministro, não diga disparates, porra!»

E assim vamos, neste Portugal liberal do nosso descontentamento!

Tags: , , ,

4 Responses to “Não sejam piegas, porra!”

  1. carneiro says:

    Desculpe lá, mas o tipo estava a dizer para não sermos piegas com os alunos coitadinhos que sofrem muito a aprender. E fez um apelo á exigência no ensino. Este é o exacto contexto.
    Uma coisa são as cavalidades ministeriais, outra coisa esta pieguice colectiva – a que o Coiso se associou – para se vitimizarem sobre uma coisa que o tipo nem disse…
    Já agora, eduquei os meus três filhos exactamente como ele sugere, sem pieguices e com exigência. ao arrepio das teorias socialistas da Benavente, do Sócrates e de outros baluartes de portuguesismo que pelos vistos deixaram por aqui bastas saudades.

    Já chega, porra. A central de informação de socrates ainda está em funcionamento. Em cada dia inventa uma ofensa terrível ao povo perpetrada por um qualquer ministro para fazer primeira página e blogues de gente inteligente embarca no coro das vestais.

    Agora que o tipo parece o Anhuca, lá isso…

    • Artur says:

      Não estou de acordo. O Passos Coelho estava a usar os alunos como metáfora para o país. Este governo continua a juntar calinadas. Agora foi o totó do Aguiar Branco, a propósito dos militares. Quanto ao Sócrates, quero que ele se foda! Mas sempre acrescento que o homem deve ter muito poder, já que tudo o que acontece neste país tem a ver com ele!… Poupa-me, Carneiro!…

  2. Pisca says:

    Sobre o aspirante a actor que anda a fazer o papel de Primeiro Ministro, basta ver o seu percurso, desde jotinha de turno, anos a fio ao curso que tirou aos 37 anos, ali para os lados da Junqueira (Lusiada), que lhe deu direito imediato a lugar de “Director” e “Administrador”, nas empresas do lixo do Tio Angelo, tá tudo dito

    Anda a fazer o seu papel que lhe foi encomendado, com o La Feria não se safou, e sempre que resolve falar por conta própria sai disto

    Enfim, a velha máxima:

    – Dá de comer aos macacos e não toques nos botões

    Quanto ao Anhuca, calma não misturem as coisas, prefiro o Anhuca, e já que estamos no Carnaval, este grupo (dito Governo), faz-me lembrar as troupes da minha infância, onde um armado em Pirata dizia:

    – Olha o Xaxa (ou será Chacha ?)

    E aterrorizava a gaiatagem

    Grave é que há quem o leve a sério

  3. jose cascao da silva says:

    A marradinha doeu?

Leave a Reply