Hoje, o Tejo estava assim

Imagem do ferry Atlântida, fabricado nos estaleiros falidos de Viana do Castelo, pouco antes de chegar ao Arsenal do Alfeite, esta manhã, por volta das 10 da manhã. Encomendado e rejeitado pelos Açores, está à espera de comprador.

Tags: , ,

5 Responses to “Hoje, o Tejo estava assim”

  1. Artur says:

    Porque não atinge a velocidade contratualizada… é como se fosses devolver o teu carro novo porque, afinal, não atinge os 250 km/h que estão no velocímetro…

  2. ENVC says:

    Porque falam sem saber!

    essa historia esta muito mal contada!

    “ENVC: Atlântida superou velocidade contratualizada com a Atlânticoline

    O navio Atlântida atingiu uma velocidade de 18,9 nós na sua viagem para Lisboa. Os dados estão disponíveis num site espanhol dedicado especificamente à localização de barcos e aviões em tempo real na Península Ibérica. Este valor foi atingido quando, na sua viagem rumo à Base Naval do Alfeite, o Atlântida passava ao largo de Matosinhos. Este valor não teria significado, não fosse o caso da rescisão do contrato entre a Atlânticoline e os Estaleiros Navais de Viana do Castelo se ter baseado precisamente na velocidade atingida por esta embarcação.

    • ENVC says:

      De sublinhar que os dados revelados por este site são fornecidos pelo AIS do navio, ou seja, uma espécie de assinatura electrónica emitida constantemente pela embarcação e que revela a sua posição, direcção e velocidade. A viagem foi inclusivamente seguida na blogosfera. Houve mesmo quem acompanhasse a viagem a par e passo e que registou, no sábado, às 19h00, uma velocidade média de 17,4 nós, tendo atingido os 18,9 nós às 19h16. Às 19h53 mantinha uma velocidade de 18,7 nós

Leave a Reply