Cavaco feliz

O homem não cabe em si de contente!

Finalmente, conseguiu realizar o sonho de Sá Carneiro – um presidente, um governo, um coiso e tal.

E desatou a dar opiniões, a falar por tudo e por nada, a armar-se em presidente!

Foi bonito ver o homem mudar de opinião e zangar-se com as agências de rating. Enquanto, no ano passado, dizia que não devíamos criticar essas agências, mas sim fazer o nosso trabalho, agora, diz que é escandaloso que elas digam que somos lixo.

E foi curioso vê-lo hoje defender mudanças no Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente, a sua abertura aos privados e o contributo dos cidadãos de acordo com os seus rendimentos.

Claro que Cavaco não explicou, por exemplo, que isso implica que muita gente passe a pagar quimioterapias, transplantes hepáticos, colocações de stents e outras coisas que, hoje em dia, o SNS faz, quer ao desempregado, quer ao director de empresa.

Obviamente que Cavaco está a lançar a semente para que, depois, quando o governo avançar com a ideia, a coisa já esteja a germinar.

E ainda faltam quase 5 anos para o homem se ir embora!

Primeiro-ministro de 1985 a 1995 e presidente desde 2006, quer fazer passar a ideia de que não tem culpa de nada.

E ainda faltam quase 5 anos para se ir embora!

Tags: , ,

8 Responses to “Cavaco feliz”

  1. Raul Calado says:

    Hoje,na TV apareceu um ex Ministro da Saude a dizer que,embora sendo anti Constitucional a privatização do Serviço Nacional de Saude, seria perfeitamente legal um Sistema Nacional de Saude.
    Você não se sente maravilhado com a profunda inteligencia e cultura de que estamos rodeados ?

  2. Elso Lago says:

    Ainda sexta-feira à noite debati, ao de leve, a péssima contribuição de Cavaco como primeiro ministro. Ainda encontro oposição à ideia de que ser primeiro ministro, naquela altura, estava ao alcance de qualquer pai de familia.

    As pessoas ainda o defendem dizendo que os fundos estruturais que se receberam na altura, não foram mal aplicados por Cavaco Silva mas que foram aqueles que deles beneficiaram que não foram sérios.

    Na cegueira de querer defender Cavaco, as pessoas esquecem-se que era a ele de implementar a fiscalização e o acompanhamento aos subsidios que atribuia. Esquecem-se de como não defendeu o sector primario.

    E ainda o “deixam” ser Presidente por dois mandatos.

  3. Pisca says:

    E sempre com aquele ar de quem nem tem nada a ver com a politica.

    – Estão a ver a culpa é dos politicos, só estou aqui porque sou o senhor que faz as contas da loja, nada mais, porque sou o mais honesto e sério da minha rua, ou será da Coelha ?

  4. Sebastião says:

    Caro Artur, uma pessoa que ganha 500 euros por mês vai ao Centro de Saúde e paga 2,20 por uma consulta. Eu que ganho 2000 vou lá e pago a mesma coisa. Acho que seria perfeitamente aceitável que eu pagasse, por hipótese, 15 euros, Acho que é mais ou menos isso o que se tem falado, adequar o pagamento aos rendimentos, não me parece um mau princípio.

    É, até, um princípio que me espanta que não colha aceitação junto de pessoas de esquerda, como o Artur claramente o é.

    • Artur says:

      Não seja ingénuo, Sebastião. Se ganha 2 mil por mês, poderá pagar um pouco mais pela consulta, mas não é esse o princípio do SNS. Ou o SNS é um desígnio nacional ou é um negócio de privados. E se o Passos queria, mesmo, privatizar a Saúde ( e a Educação), por que não o disse claramente, na campanha eleitoral?

Leave a Reply