Um exemplo a não seguir

Ainda há um pouco a mania, entre nós, de copiar as coisas que se fazem lá fora.

Mas nem tudo o que se faz lá fora é bom.

Um exemplo: Hugo Chavez (aquele democrata, que é Presidente da Venezuela e que agora governa por decreto), tinha um programa semanal de rádio e televisão, chamado “Alô Presidente”. Era transmitido aos domingos e durava quatro horas. Coisa leve. Durante essas quatro horas, Chavez arengava aos venezuelanos, fazendo propaganda da sua política, atacando os seus adversários e, quem sabe (eu nunca vi o programa), dando dicas sobre culinária, ponto de cruz e arranjos florais.

Pois agora, Chavez decidiu que o programa passaria a ser diário, de segunda a sexta, embora só com hora e meia de duração.

Imaginem, só por um momento, um programa semelhante, com o Presidente Cavaco Silva.

…Socorro!…

2 thoughts on “Um exemplo a não seguir

  1. Todo o mundo bate no Hugo Chaves, que é um ditador, um populista, e outro mimos.
    Mas já agora convém recordar os que o antecederam, alguns muito educados, grandes democratas, pois, e o que é que o povo venezuelano ganhou com isso?
    E já agora não esquecer que estamos perante um dos maiores produtores mundiais de petróleo.

Leave a Reply to antonio dias Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.