Small Faces – “The Essential Collection”

smallfaces.jpgQuem se lembra dos Small Faces, uma banda de segunda linha da cena pop britânica da segunda metade dos anos sessenta?

Os Small Faces duraram um curto período (1965-1968), mas deixaram algumas marcas: canções como “Itchycoo Park” e “Lazy Sunday” e, sobretudo, o álbum conceptual “Ogden’ Nut Gone Flake”, uma espécie de Sgt Pepper’s dos pequeninos, e que teve a novidade de o LP ser distribuído dentro de uma lata redonda.

Do quarteto, destacava-se Steve Marriott (guitarra), cuja voz era inconfundível. Os outros três eram: Ronnie Lane (baixo e voz), Kenney Jones (bateria) e Jimmy Winston (órgão; depois substituído por Ian McLagan.

O som dos Small Faces era marcado pela voz “negra” de Marriott, pela preferência pelo rythm & blues, pelas letras jocosas e pelo psicadelismo, tão em voga na época. A banda inseria-se no movimento “mod” (cujo expoente máximo eram The Who), que se opunham aos rockers de blusão de cabedal. Digamos que eram, portanto, uma espécie de betinhos da cena pop britânica…

Pelos vistos, os Small Faces foram das muitas bandas britânicas que foram completamente lixadas pelas companhias discográficas, vendo os seus discos venderem à fartazana, apesar de continuarem a receber apenas uma espécie de avença semanal (cerca de 20 libras).

Marriott foi o primeiro a fartar-se do sistema e, em 1968, abandonou a banda, formando os Humble Pie, com Peter Frampton. Os restantes membros dos Small Faces, recrutaram Ron Wood (hoje nos Rolling Stones) e o piroso Rod Stewart, passando a chamar-se apenas The Faces.

Este duplo CD, que saíu recentemente, reúne os principais êxitos dos Small Faces, retirados dos seus cinco LP: “The Small Faces” (1966), “From the Beginning” (1967), “Small Faces” (1967), “Ogden’s…” (1968) e “There Are But Four Small Faces” (1968).

Cinco discos em três anos. Those were the days…

3 thoughts on “Small Faces – “The Essential Collection”

  1. Dos Small Faces não me lembro de ouvir falar. Das outras estrelas, obviamente que sim. Mas não acho que o Rod Stewart seja um piroso. É mais um rocker que não gosta de usar blusão de cabedal. É a versão britânica do estilo António Variações. E não é tão mau como os Kiss ou o Alice Cooper.

  2. Não lembro da banda tbm nao, mais tbm eu nem existia na époka, mais uma coisa eh certa, a banda eh mto boa, uma amiga anonima me passou e eu adorei. Quantu as outras estrelas, eh claro nem tem como esquecer

Leave a Reply to milton Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.