“Slam”, de Nick Hornby

slamNick Horny (nascido em Inglaterra, em 1957), escreveu um livro muito divertido. Chama-se “Alta Fidelidade”, foi publicado em 1995, adaptado ao cinema em 2000, com Stephen Frears a realizar e John Cusack a protagonizar.

E isto chegava, como currículo de Hornby porque, todos os restantes livros que escreveu são versões de “High Fidelity”.

“Era Uma Vez Um Rapaz”, (“About a Boy”, 1998, adaptado ao cinema, com realização de Chris Weitz e protagonizado por Hugh Grant), “Como Ser Bom” (“How to be Good”, 2001), “Um Grande Salto” (“A Long Way Down”, 2005), e este “Slam” (2007), são todos muito parecidos com o primeiro êxito de Hornby.

Antes, já tinha publicado “Febre no Estádio” (“Fever Pitch”, 1992, também adaptado ao cinema, num filme obscuro realizado por David Evans e protagonizado por Colin Firth), mas foi “High Fidelity” que deu o mote para os restantes livros.

“Slam” tem como tema a gravidez na adolescência. A Grã Bretanha é o país da Europa com a mais alta taxa de gravidez antes dos 18 anos e Hornby dá voz a um puto de 15 anos, Sam, que engravida a namorada e que, de repente, se vê a braços com a responsabilidade de um filho.

Mais um livro divertido, fácil de ler, mas que não deixa marca nenhuma.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.