Fé em Cristas

Assunção Cristas (a Sãozinha, para os colegas da cataquese) acredita que vai chover.

É uma questão de fé.

Disse ela:

“Devo dizer que sou uma pessoa de fé, esperarei sempre que chova e esperarei sempre que a chuva nos minimize alguns destes danos. Como é evidente, quanto mais depressa vier, mais minimiza, quanto mais tarde, menos minimiza. Se não vier de todo, não perderei a minha fé mas teremos obviamente de atuar em conformidade”.

O grau de complexidade deste raciocínio da ministra do MAMAO (Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento), merece ser escalpelizado.

Graças a estas afirmações da Sãozinha, ficamos a saber que:

1º A ministra é uma pessoa de fé

2º A ministra esperará, sempre, a chegada da chuva

3º Se a chuva chegar, a seca será minimizada

4º Se a chuva chegar mais depressa, a seca mais depressa será minimizada

5º Se a chuva chegar mais tarde, a seca será minimizada mais tarde

6º Mesmo que a chuva não chegue, a ministra não perderá a sua fé

7º Nesse caso, atua

Não tarda, vamos ver o MAMAO a financiar paróquias da província para que os padres rezem a pedir chuva ou, até, a organizar uma grande peregrinação a Fátima, a ver se chove.

Não percas a fé, Cristas, mas não rezes demasiado ou ainda levamos com algum dilúvio!

5 thoughts on “Fé em Cristas

  1. “ministra do MAMAO (Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento)”

    Ainda bem que escreveu por extenso o significado das siglas, por momentos pensei que faltava 1 acento no último A.
    já me proporcionou uma boa gargalhada neste começo de semana :)

  2. Estou com uma dúvida , católica, catequese e com este nome, Cristas feminino de Cristo, esta mulher tem que ser a Maria Madalena disfarçada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.