Farto!

Por vezes estou farto das unhas dos pés pintadas de vermelho com porcaria no sabugo, das unhas sujas dos bebés de colo, da porcaria acumulada nos umbigos e entre os dedos dos pés, das manchas de sujidade nas regiões mais inacessíveis das costas, das crostas de caspa nos ombros, dos cabelos oleosos, escorridos, mal oxigenados, com as raízes à mostra, das orelhas sujas, dos olhos ramelosos, do cheiro a sovaco não lavado, do odor a corpo e a cama e a suor retoiçado, dos restos de comida nas gengivas e nos escombros dos dentes podres, dos traços escuros nas dobras dos cotovelos e dos joelhos, dos calcanhares encardidos a arrastar chinelas de meter o dedo, das banhas pendendo sobre o púbis.

Outras vezes, encolho os ombros e ando em frente.

7 thoughts on “Farto!

      1. Acho que a Mulher Certa acha que te referes a coisas que vês por aí na rua, se calhar não percebeu bem que descreves os teus doentes em que tens que mexer diariamente.

        Até acho que, noutros países, as pessoas que vão ao médico são exactamente iguais… talvez até piores.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.