“Eu Canto e a Montanha Dança”, de Irene Solà (2019)

Irene Solà nasceu em 1990 e é uma jovem escritora e artista plástica catalã.

Este pequeno livro teve grande sucesso e, entre nós, mereceu a classificação máxima dos críticos do Expresso e do Público, o que, por vezes, até nem é uma boa notícia.

Com efeito, trata-se de um romance inovador, no que respeita ao modo como a autora conta a história destas gentes, das montanhas, dos animais e da natureza, dos Pirinéus catalães, junto à fronteira com a França.

A história é simples, mas, contada pelos vários intervenientes torna-se em algo de diferente, poético, místico e, aqui e ali, com uma boa dose de ternura.

O primeiro narrador é o raio, que vai ceifar a vida de Domenéc. Depois, falam, sucessivamente, as mulheres, Soló, a mãe de Mia e de Hilari, um cão, um urso, Jaume, a própria montanha…

Inovador e, não tenhamos medo das palavras, muito bonito.

Recomendo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.