2 thoughts on “Don’t cry for me, Argentina

  1. Pela primeira vez, coloco um comentário a mim próprio, sentado a um computador a mais de 10 mil km de distância da minha rica casinha, mais precisamente, em Buenos Aires.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.