Coimbra é uma lição…

Conimbriga é uma agradável surpresa. Gostei, especialmente, dos peristilos. Este, até tem repuxos, que se podem accionar, a troco de 50 centimos.

conimbriga.jpg

Coimbra, para mim, sempre foi cidade de passagem. E merecia mais. Merece mais.

Pode começar-se pela Baixa, com este edifício muito bonito do Banco de Portugal.

coimbra_bancodeportugal.jpg

Sobe-se, depois, pela Rua do Quebra Costas, até à Sé Velha, olhando sempre para um lado e outro, pois há sempre motivos de interesse, quer nas placas toponímicas (Beco dos Prazeres, Palácios Confusos, etc), quer nas janelas semi-abertas, por onde se pode espreitar para outras intimidades.

coimbra_se.jpg

Lá no cimo, a cabra domina. Nas paredes, inscrições curiosas: «a noite é uma vaca preta», ou cartazes “alternativos” do dias dos namorados e do dia das namoradas. E muita malta nova, o que é sempre (ou quase sempre) refrescante.

coimbra_cabra.jpg

Depois, desce-se, em direcção ao Mondego. E que agradável é passear na margem, com o sol a declinar.

coimbra_mondego.jpg

E, antes de regressar a Condeixa, dar um salto a Penela e espreitar o castelo medieval, mesmo com o sol já a esconder-se.

penela.jpg

 

6 thoughts on “Coimbra é uma lição…

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.