Chegou a vez do sexo oral

Um grupo de cientistas engraçadinhos da Escola de Saúde de John Hopkins, Baltimore (a mesma onde se formou o Dr. House), chegou à conclusão que fazer sexo oral aumenta a probabilidade de se contrair cancro na garganta.

Já não bastava o tabaco e o whisky – agora também já não podemos dar beijinhos da pilinha ou no pipi das nossas companheiras(os)!

Segundo o estudo que os engraçadinhos realizaram, os indivíduos que tiveram sexo oral com um a cinco parceiros, têm o dobro das possibilidades de contrair cancro da garganta, em relação aos que (idiotas!) nunca praticaram sexo oral.

Esta conclusão é um pouco perversa. Quer dizer, se eu já coloquei a minha língua no pipi da minha namorada, tenho o dobro do risco de ter cancro. Portanto, já agora, perdido por cem, perdido por mil: vou mas é colocar a minha língua nos pipis de mais quatro meninas. O risco é o mesmo! Mais é que não! Segundo o mesmo estudo, se praticares sexo oral com mais de seis parceiros, as hipóteses de cancro sobem 250%!

A culpa de tudo isto parece ser do vírus do papiloma humano que, pelos vistos, também se pode transmitir através do sexo oral.

E o mais engraçado (ou trágico?) do estudo, é que os cientistas tiveram o cuidado de fazer um inquérito a todos os indivíduos estudados, a fim de não enviesar os resultados com o eventual consumo de tabaco e álcool que, como se sabe, são os maiores responsáveis por cancros da garganta (ou eram?).

Portanto, agora, para além de termos, em locais públicos, sítios especiais só para fumadores, passaremos a ter, também, áreas restritas para praticantes de felacio e de cunilingus.

Eu tenho andado a avisar…

9 thoughts on “Chegou a vez do sexo oral

  1. se os cientistas tiveram o cuidado de fazer um inquérito a todos os indivíduos estudados, a fim de não enviesar os resultados com o eventual consumo de tabaco e álcool, era porque estavam com medo que esses consumos fossem factores protectores para o vírus do papiloma humano?

    ou será que os lobbies anti-tabagismo andam a colocar o vírus no papel utilizado pelas tabaqueiras?

  2. Não entendo o que é que a variedade de parceiros aumenta o risco (hum…cheira a puritanismo)
    E também não sabia que se podia apanhar cancro por meio de vírus. Acho que preferia o tempo em que a masturbação causava cegueira, pelo menos nessa altura não se gastava dinheiro nos estudos…

  3. “Estudo do Hospital Universitário de Copenhaga: o consumo de azeite diminui o risco de cancro.”

    Está resolvido! Primeiro “coiso-e-tal-oral” e depois olarila uma saladinha bem regadinha de AZEITE…
    ou então inventar a pasta de dentes de AZEITE… porque não?

    A sorte que eu tenho! Nunca fui cá nessa treta dos óleos…

Leave a Reply to Lucyanna Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.