Abaixo os urinóis!

Os urinóis masculinos são um caso sério de discriminação sexista.

Por que razão as mulheres têm direito a urinar em casinhas fechadas, e os homens são obrigados a mijar uns ao lado dos outros, apenas com uma pequena faixa separadora, que nem sempre existe?

Não percebo por que é que uma mulher se pode isolar num cubículo, baixar as cuequinhas e fazer chi-chi à vontade, podendo soltar, até, um ou outro traque, em completa privacidade, enquanto o homem tem que partilhar a visão da sua pila com os parceiros dos lados e, se quiser soltar um gás, é logo descoberto!

Não vejo por que os homens e as mulheres devem ser tratados de modo diferente, no que diz respeito às casas de banho públicas.

Já mijei em urinóis públicos nos cinco continentes e irrita-me estar ali, de pé, de pila na mão, e saber que posso estar a ser escrutinado pelo fulano do lado e a sentir, nas costas, o olhar ansioso do prostático que se segue e que já mal aguenta a urina. Um tipo inibe-se e acaba por não mijar em condições!

E depois, há aqueles tipos que ficam longas horas agarrados à pila, puxam-na, abanam-na, espremem-na, torcem-na, afagam-na, fazem pequenas flexões com as pernas, joelhos para fora, como se estivessem a libertar os testículos de algum aperto. Um tipo entra nos lavabos (nos lavabos?! Que raio de nome para um sítio onde, a única coisa que se lava, quando se lava, são as mãos!), e aquele fulano já lá está. Logo por azar, não há mais nenhum urinol livre e, como estamos aflitos, não temos outro remédio senão urinar ao lado do tarado. E percebemos que ele está a olhar para o nosso instrumento, por cima da tal faixa separadora, está a avaliá-lo, a medi-lo, a classificá-lo. Quem consegue mijar nestas condições?

Não existe nenhuma razão científica para que as mulheres possam urinar em privado e os homens tenham que participar numa espécie de piss party, com todos a mijar em comunidade.

O que impede os fabricantes de urinóis de fazerem um cubículo para cada urinol?

Ou, por que não sermos mais radicais? Por que não acabar com os urinóis? Por que não fazer casas de banho iguais, para ambos os sexos? Por acaso, alguém tem um urinol em casa?

A sanita serve perfeitamente!

Vamos lá mudar esta coisa!

5 thoughts on “Abaixo os urinóis!

  1. Concordo plenamente! Abaixo os urinóis!

    É que, ainda por cima, os urinóis são obrigatórios em estabelecimentos comerciais. Não há restaurante ou café que passe numa inspecção se não tiver um urinol na acsa de banho dos homens.

    É degradante, parece que temos que mijar para uma canequinha, que foi o que se arranjou e aturar os gajos que gostam daquilo e que se plantam em frente ao urinol, com os amigos, todos de pila na mão a discutir a contratação do Rui Costa.

  2. Fora o pormenor da publicidade. A publicidade metida agora, como manda a moda, em cima do urinol, para forçar uma pessoa a olhar para lá, torna os ditos uma fonte de rendimento.

    Eu sei que existem tambem nas portas das casas de banho, mas ai não estão a 30 cm da cara.

    Bom texto

  3. Também concordo. Também sou contra or urinóis. No dia da bandeira (a do Estádio Nacional), também eu tive de mijar no urinol e confesso que foi bastante difícil. Mais ainda porque, sendo fêmea, tive de me acocorar, baixar calças e cuecas até aos tornozelos, apontar para a vala e tentar não mijar em cima dos pés. Tudo isto acompanhada por mais uma dúzia de outras fêmeas todas em igualdade de circunstâncias.
    Terrível.

  4. Concordo plenamente. Alias, quando tenho de me servir de sanitários públicos (sanitários parece-me mais adquado que lavabos!!) prefiro ir às sanitas mesmo que seja só para a “mijinha” da ordem.

Leave a Reply to gmsmc Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.