Passos trespassado

Ao dizer “que se lixem as eleições”, Passos colocou-se à margem dos eventuais maus resultados. Parecia estar a tomar uma atitude inteligente.

A malta iria votar nos candidatos autárquicos, tendo em conta as pessoas em questão e não o governo da nação.

Mas Passos decidiu envolver-se na campanha. Foi mais forte que ele.

E ei-lo a discursar todos os dias, metendo os pés pelas mãos, falando em segundo resgate, depois dizendo que a economia está a melhorar.

Aí, as pessoas lembraram-se: espera aí, este gajo é primeiro-ministro e presidente do PSD, logo, estas eleições são uma boa oportunidade para a gente votar contra ele.

E o resultado está à vista.

Sintra, Gaia, Coimbra, Funchal, Porto, voaram das mãos do PSD.

Mas fiquei com pena do Menezes e do Seara.

O trabalho que eles deram ao Tribunal Constitucional! Obrigaram os juízes a fazer horas extras para chegar à conclusão que um tipo que é presidente da Câmara durante 12 anos seguidos, pode candidatar-se novamente, desde que vá chatear munícipes de outro concelho.

Foi assim que Menezes atravessou o Douro e queria ser presidente do Porto e Seara percorreu o IC19 para se candidatar a Lisboa.

E agora, que perderam?

Será que Menezes voltará à sua antiga profissão, embora eu duvide que o tipo ainda saiba manejar um estetoscópio?…

E Seara, tentará a reconciliação com Judite, ou vai alugar a careca como aeródromo?

Em resumo: podia ter sido pior?

Podia… imaginem que o Passos ganhava…

passos_eleições (2)

 

2 thoughts on “Passos trespassado

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.