Os reis dos patins

Celina, uma leitora do Coiso, está espantada por não haver écrans gigantes onde o povo possa ver a selecção nacional de hóquei em patins, que, em Itália, disputa o campeonato da Europa.

Para que fique registado, a selecção derrotou Andorra por 3-0, a Suíça por 7-0 e a Áustria por 24-0!

Hoje, joga a meia-final com a Espanha.

Pois eu vou explicar à Celina por que razão 95% dos portugueses nem sabe que se está a disputar o campeonato europeu desta modalidade, e isto, apesar de Portugal se arriscar, sempre, a ser campeão ou, no mínimo, ficar entre os quatro primeiros lugares.

Acontece que nem a Nike, nem a Adidas, fabricam patins.

Acontece que não há nenhum jogador da selecção de hóquei que esteja casado com uma modelo sueca ou que namore com uma apresentadora de televisão.

Acontece que o hóquei é uma modalidade um pouco inestética: os praticantes da modalidade jogam todos curvados para a frente, raramente se lhes consegue ver o rosto, andam sempre com um pau na mão e a bola é tão pequena que nem nas repetições em câmara lenta se vê, quando ela entra na baliza.

Acontece que o Roberto Leal nunca se interessou pelo hóquei e não está interessado em cantar o hino na abertura dos jogos.

Acontece que a Sportv se está borrifando para o hóquei e o único canal que se mostrou disponível para transmitir os jogos foi a RTP-2, porque alguém lá da direcção, acha que aquilo é algum tipo de arte suburbana e underground.

Acontece que não existem comentadores capazes de explicar as tácticas – aliás, nem faria sentido jogar um jogo daqueles, por exemplo, em 4-3-3, porque os jogadores são só cinco de cada lado.

Acrescente-se que o actual campeonato se está a disputar num pavilhão sem ar condicionado, sem condições para a prática desportiva e – já agora – sem espectadores.

Ah!… e mais uma coisa: segundo o jogador italiano Alessandro Bertolucci, a Itália ganhou apenas por 4-0 à Áustria porque “nos disseram para não marcarmos mais de quatro golos”. Deste modo, devido à diferença entre golos marcados e sofridos, a Itália safou-se de jogar contra Portugal ou Espanha, nas meias-finais, indo jogar contra a frágil Suíça.

Sem comentários.

7 thoughts on “Os reis dos patins

  1. Lembro-me de ser puto e vibrar com hóquei em patins. Na final de um qualquer campeonato do mundo, o comentador gritava entusiasmado: “faltam cinco segundos para Portugal ser campeão… quatro… três… dois… UM!”

    Eh, que emoção!

    E eu ia para o terraço, com os meus tacos de hóquei e imitava a cena vezes sem conta.

  2. Pois é: Portugal levou 5 da Espanha! Os nossos patins devem ser “made in China”!
    Quanto a ti, meu filho, vibravas com o hóquei quando eras puto… Também eu, não perdia, com o meu pai, os jogos do Benfica, no tempo do Livramento. Pelos vistos, o hóquei é uma modalidade para putos…

  3. É pena que o público não faça maior adesão ao Hóquei, mas também ao andebol ou voleibol onde temos boas escolas de formação. Em Braga o ABC é um viveiro de talentos no andebol. Em Espinho temos boa formação em voilei. Para não falar do atletismo que tantas alegrias nos deu.

  4. Belos tempos esses, sentado no penico a ver o Portugal-Espanha, e a gritar por Portugal, já lá vão quase 40 anos.

    Infelizmente só soube deste campeonato depois desta derrota.

Leave a Reply to Pedro Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.