Mistérios da actualidade

Passos Coelho apregoou, durante a campanha eleitoral, que não iria fazer como os anteriores governantes e que não iríamos assistir às nomeações para cargos públicos dos amigos do Partido.

Viu-se nos casos da Caixa Geral de Depósitos e da EDP e viu-se, mais uma vez, nas Águas de Portugal. O Governo acabou de nomear para a administração das Águas, Manuel Frexes, actual presidente da Câmara do Fundão, pelo PSD e Álvaro Castelo-Branco, vice-presidente da Câmara do Porto, pelo CDS.

Entretanto, o Banco de Portugal contradiz o Gaspar das Finanças, dizendo que vão ser precisas mais medidas de austeridade.

O mesmo Banco de Portugal decidiu manter os subsídios de férias e de Natal dos seus funcionários, bem como dos seus reformados, entre os quais se conta Cavaco Silva.

Finalmente, Eduardo Catroga, o tal que elaborou o programa do actual Governo e que está reformado, recebendo uma pensão de 9600 euros mensais, foi nomeado presidente do Conselho de Supervisão da EDP, com o salário de 45 mil euros por mês.

Peço desculpa mas, nisto tudo, há alguma coisa que me escapa.

Tags: , , , , ,

3 Responses to “Mistérios da actualidade”

  1. jose cascao da silva says:

    Escapam-lhe os 5 ou 10% de salário e os subsídios de Férias e Natal. Ainda não tinha notado?

  2. Artur says:

    E metade do valor da hora extraordinária e o trabalho aos sábados, que passou a fazer parte do horário normal…

  3. Elso Lago says:

    Assim de repente, apenas uma palavra me vem à mente: LADRÕES!!

Leave a Reply