Jogar pelo Seguro

Seria incapaz de escolher entre Assis e Seguro.

O primeiro faz-me lembrar uma pessoa de quem gosto pouco. O segundo é tão cinzento que mal se vê.

Se fosse militante do PS, teria que me abster.

Mas 0 PS jogou pelo seguro e escolheu o homem do aparelho.

Era mais seguro…

Mas todos sabemos que os seguros têm muitas armadilhas.

Será que leram as letras pequeninas?

Se o provérbio popular se concretizar e o Seguro morrer de velho, temos que o aturar até 2050, pelo menos…

Tags: , ,

4 Responses to “Jogar pelo Seguro”

  1. antonio dias says:

    Parece-me que afinal sempre era capaz de escolher.

  2. Elso Lago says:

    O Assis parece-me um pouco altivo e o Seguro não me parece ter vontade de avançar para um “novo” PS.

    O ideal era cruzar o rasgo do Assis com a sobriedade do Seguro.

    Um dia destes poderemos fazer essas brincadeiras genéticas!

  3. antonio dias says:

    A mim, o Seguro parece-me uma cópia do Guterres, e sabe-se que as cópias são sempres piores.

Leave a Reply