“It was 40 years ago today”

sgtpeppers.jpg…Sgt Pepper taught the band to play”

Fez ontem 40 anos que os Beatles editaram o álbum que mudou a história da música pop-rock.

O primeiro álbum dito conceptual, com uma espécie de elo de ligação entre as várias faixas, com uma certa coerência entre as músicas, e não apenas um conjunto de canções coleccionadas num mesmo disco; o primeiro álbum de música pop-rock com a ajuda de orquestra sinfónica (“A Day in the Life”) e de truques de gravação, como pôr a fita a girar ao contrário (“Being for the Benefit of Mr. Kite!”); o primeiro disco a ter uma capa com algum cuidado “artístico”. Enfim, digam o que disserem os detractores dos Beatles, fez-se história com este disco.

Naquela altura, em 1967, eu tinha apenas 14 anos e vivia em Portugal. O disco quase me passou despercebido. Só cerca de um ano depois comecei a ouvir e a conhecer algumas das faixas deste álbum. E, então, já os Beatles tinham lançado o duplo branco, que sempre foi (e continua a ser) o meu preferido.

Em Fevereiro de 1969, consegui finalmente juntar o dinheiro suficiente para comprar o duplo branco. Vinha numerado e tudo – é o número 510204. Ainda ali está, embora já nem tenha pick-up (alguém sabe o que é um pick-up, ou um gira-discos?).

Quanto ao “Sgt Pepper’s”, só o comprei (o vinil, bem entendido), aos 25 anos e o cd, quando já ia nos 34 anos!

Seja como for, “Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band” continua a ser, 40 anos, depois, um disco que se ouve, do princípio ao fim, com a mesma emoção – enfim, com uma emoção temperada pelos anos. Aos 15 anos, ouvir os Beatles a debitarem “Good Morning! Good Morning!”, com galos a cantarem, ao fundo, ou escutar a voz algo metálica de Lennon, a cantar “Lucy in the Sky with Diamonds”, sabendo que ele se estava referir a LSD (sobretudo porque não se sabia muito bem o que era isso de drogas alucinogénicas…), bom, essa emoção, claro que já não existe, porque já não tenho 15 anos.

E isto também não é nostalgia. Não tenho saudades dos meus 15 anos. Sinto-me muito bem com 54 anos e poder estar “alive and kicking”, 40 anos depois (o mesmo já não podem dizer Lennon e Harrison…).

3 thoughts on ““It was 40 years ago today”

  1. Curiosamente, não sabia da efeméride e acordei com uma vontade irresistível de ouvir o Sgt. Pepper’s.

    Quanto a gira-discos, agora acho que tem que se dizer “pratos” e, ao que parece, são coisas usadas por DJs com problemas de torcicolo.

  2. Já corregi “Kicking”, thanks, with a little help from my friends… quanto à gazeta, pois, não teve desculpa (estávamos de férias e not in a mood)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.