Granito beirão

Fim-de-semana para revisitas.

Que diferença, em relação aos anos 80! Estradas óptimas, terras cuidadas, vilas e cidades preservadas. Os portugueses dizem mal de quê? Deles próprios, claro.

As curvas e contra-curvas do Luso já não fazem vomitar ninguém.

O Hotel do Buçaco foi, em tempos, um extravagante pavilhão de caça do rei D. Carlos. É uma mistura de estilo manuelino com muitos rodriguinhos. Pergunto-me quantas vezes terá lá ficado D. Carlos. Depois, admiraram-se quando a República chegou, de repente…

bucaco

O Hospital de S. Teotónio, em Viseu, foi transformado em Pousada. Projecto de Gonçalo Byrne. Aprovado.

viseu_pousada

Viseu não se visita numa tarde. Mas pode-se tentar. O Parque Aquilino Ribeiro, a cava do Viriato, a imprescindível Rua Direita, que mantém comércio que já não se vê.

Almoço competente na Casa dos Queijos: arroz de feijão com tiras. Saboroso.

A fachada da Sé de Viseu é do século 17, mas antes, já aqui terá existido uma fortaleza romana. O granito domina.

viseu_se

Lamego não se visita numa manhã. Mas pode-se tentar. A torre de menagem, erguendo-se no casario. Nossa Senhora dos Remédios, uma espécie de Bom Jesus mais modesta. As bôlas, claro.

A fachada da Sé de Lamego, c0m alterações dos séculos 16 e 18, parece estar a esboroar-se.

lamego

O castelo de Penedono é do século 12 e é a definição da palavra “medieval”. Pode-se andar lá por dentro e subir às torres. Em frente, o pelourinho. Em redor, as casas de granito, recuperadas. Uma aldeia medieval recriada.

A estalagem oferece, para almoço, filetes de polvo com migas de feijão frade. Excelente!

penedono

Ao fim da tarde, Sernancelhe. A igreja matriz também é do século 12. Mais granito.

Em todas estas vilas e cidades, o dinheiro dos contribuintes foi bem gasto pelo chamado Poder Local.

sernancelhe

Tags: , , , , , ,

3 Responses to “Granito beirão”

  1. pitroile says:

    Boa reportagem turistica. “Va pra fora ca dentro”…. ,e conheça os portugueses a serio experimentem tambem todo o potencial das termas do distrito de Viseu, que servem perfeitamente para tratar a alma….

  2. Guardião says:

    “Em todas estas vilas e cidades, o dinheiro dos contribuintes foi bem gasto pelo chamado Poder Local.”
    isto é a coisar ca gente, não é?

  3. Alfredo says:

    Excelente texto! Obrigado!

Leave a Reply for pitroile