4 thoughts on “Com tinta brilhante!

  1. Esta arte da “treta” há-de acabar por transformar as nossas cidades numa espécie de ilustrações baratas delas próprias. É ver-se, por exemplo, as ruas do Bairro Alto, em Lisboa. Alguns dos prédios que são restaurados dicam com as fachadas novamente “grafitadas” mesmo antes de serem retirados os andaimes!

  2. Nao meus caros
    E arte e não se chama da treta. Nós é que não gostamos do que não compreendemos. Estes dis exemplos são arte, claro que no balto há uns riscos que nada têm a ver com grafitis. Vao a outros países e vejam os excelentes murais neste estilo, há quem pague para fazer nas proprias casas na Bélgica por exp.
    desculpem mas pena é que seja priobida esta forma de arte e só por isso nao posso aprova-la totalmente embora goste bastante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.