Posts Tagged ‘negócios’

Negócios da China, negócios de merda

Tuesday, January 6th, 2015

A China não pára.

Nos tempos da guerra fria, dizia-se que, se um dia, a China e a URSS entrassem em guerra, bastaria que os chineses enviassem todo o seu exército para a fronteira com a União Soviética, ordenando-lhe que urinassem.

A URSS ficaria inundada!

Os chineses, no entanto, com a prosaica paciência de chinês, foram invadindo o Ocidente, abrindo lojas por todo o lado, inundando o mercado, não propriamente com urina, mas com tudo “made in China”.

Ontem, saiu a notícia que o grupo chinês Folsun vai comprar o Club Med!

Por cá, já compraram a REN, a EDP, o Espírito Santo Saúde e a Tranquilidade.

Hoje, li, finalmente, a explicação para a inexistência de penicilina nas farmácias.

Parece que a farmacêutica que fornecia o princípio activo ao nosso laboratório Atral, para fabricar a Lentocilina, isto é, a única penicilina existente no nosso mercado, deixou de fabricar o produto (notícia aqui).

Portanto, o Infarmed terá que dar autorização a outro fabricante.

E quem se perfila no horizonte?

Acertaram: um laboratório chinês!

Portanto, muito em breve, além de estarmos a usar roupa chinesa, a gastar electricidade chinesa, a comer comida chinesa (mesmo a que se diz japonesa…), estaremos a tratar as amigdalites e a sífilis, com penicilina chinesa!

São os chamados negócios da China?

Não: o verdadeiro negócio da China é o novo investimento de Bill Gates.

Segundo esta notícia, o homem mais rico do mundo está a investir dinheiro numa máquina que transforma fezes em água e energia!

Cagar e andar!

Suponho que, quando o Bill conseguir que a máquina funcione em pleno, vai vendê-la… aos chineses!

O Bill Gates só não é chinês porque nasceu nos States…

O papel do papel higiénico na revolução bolivariana

Saturday, May 18th, 2013

As revoluções, por vezes, têm destas coisas.

O ministro do Comércio da Venezuela, Alejandro Fleming (que nada tem a ver com o fulano que descobriu a penicilina..) afirmou: «A revolução trará para este país o equivalente a 50 milhões de rolos de papel higiénico para que o nosso povo se tranquilize e compreenda que não deve deixar-se manipular pela campanha mediática de que há escassez».

Segundo o ministro, o povo venezuelano consome cerca de 125 milhões de rolos de papel higiénico por mês (cagões!) e a produção nacional chega, mas acontece que a oposição a Nicolas Maduro está a açambarcar este e outros produtos, a fim de provocar uma escassez artificial de bens essenciais.

Mas não é por causa de 50 milhões de rolos de papel higiénico que a revolução bolivariana vai parar!

Os revolucionários venezuelanos vão poder continuar a limpar o rabo a papel higiénico de qualidade, em vez de o arranharem com papel de jornal, graças à determinação do seu governo.

Ora, li hoje no Expresso, que Portas parte para a semana para Caracas, com uma comitiva de 40 empresários.

Aqui fica a sugestão: por que não aproveitar esta oportunidade de negócio e levar, no avião, uns rolitos de papel higiénico da Renova, que até uma marca nacional?

E, já agora, embalagens de óleo de amêndoas doces, que é um bom amaciador para quem caga muito…

Típico…

Tuesday, January 3rd, 2012

Não fui eu – foi aquele menino!

Friday, April 2nd, 2010

Lembram-se da pesporrência com que Portas anunciou ao país a compra dos dois submarinos?

Parecia que tinha salvo Portugal de uma invasão eminente.

Durante não-sei-quanto-tempo, Portas exibiu a compra dos submarinos como imagem de marca da sua presença no Ministério da Defesa (sim! Portas já foi ministro da Defesa!…)

Pois agora, que as autoridades alemãs desconfiam de tramóia no negócio dos submarinos, eis Portas a tentar lavar as mãos e a sublinhar, com veemência, que se limitou a pôr em prática uma decisão tomada pelo governo de Guterres…

Patético…

Deve a PT comprar a TVI ou a CGTP?

Friday, June 26th, 2009

Este ano, a campanha para as legislativas vai ultrapassar tudo a que estávamos habituados.

Combates ideológicos pertencem ao passado – qual a diferença ideológica entre o PS e o PSD? O que distingue, ideologicamente, o PSD do CDS? O que separa, sob o ponto de vista ideológico, o PCP do Bloco de Esquerda? Que diferenças ideológicas importantes existem entre o PS e o PCP? E, se exceptuarmos a legislação sobre gays e eutanásia, o que separa o CDS do Bloco?

Eu sei que estou a ser exagerado mas todos sabemos que, por exemplo, o Manuel Alegre, que é do PS, fala como se fosse do PCP ou do Bloco; que o CDS, no que toca aos agricultores, quase que parece o PCP a defender a Reforma Agrária; que o PSD, em geral, parece qualquer partido e partido nenhum, conforme está no governo ou na oposição; que o PS, igualmente.

E, dos Verdes, nem é bom falar…

Portanto, a ideologia morreu – viva a má língua!

E nesta campanha eleitoral, vamos destilar muito veneno.

Vamos saber, por exemplo, que, afinal, Manuela Ferreira Leite não é assim tão boa avó como quer fazer parecer e que é capaz de deixar a neta, aos berros, enquanto está a preparar o Orçamento Geral do Estado.

Vamos descobrir que Paulo Portas, apesar de dizer que deseja ter um filho, não tem feito nada por isso.

Vamos ouvir dizer que Francisco Louçã, muito provavelmente, é um adepto da bigamia, embora isso nada tenha a ver com aquela calmeirona que andava sempre atrás do Miguel Portas.

Vamos ficar estupefactos com as cenas que Sócrates inventa para escapar ao controlo de Fernanda Câncio, chegando a mascarar-se de Paulo Rangel, para lhe fugir.

Vamos chorar a rir com Jerónimo de Sousa e as suas anedotas sobre Lenine.

Os jornais vão descobrir escândalos escondidos há anos, e só agora revelados, e que vão influenciar o voto dos portugueses, como esta história da PT querer comprar 30% da TVI, só para calar a Manuela Moura Guedes, para que ela não ataque mais o Sócrates.

Claro que o Zeinal Bava é primo do Sócrates, por parte daquele que está a aprender kung-fu na China, e está a fazer-lhe um frete.

Como a D. Manuela Ferreira Leite já explicou, o Sócrates queria obrigar o Bava a comprar a TVI, para silenciar a outra Manuela. Mas, como o Sócrates desistiu e diz que vai vetar o negócio, a D. Manuela diz que só faz para se auto-promover.

Estás lixado, ó Sócrates: és preso por quereres a Prisa e preso por não a quereres!

Mas a PT ia fazer um mau negócio.

Considerando a sua capacidade mobilizadora anti-governo (cem mil professores, cem mil trabalhadores da função pública, cem mil operários, cem mil polícias), a PT devia era comprar a CGTP, de Carvalho da Silva!

Bava – atira-te ao Carvalho!

O meio tio de Sócrates e os cadilhes de Constâncio

Friday, January 23rd, 2009

A comunicação social anda, novamente, muito entusiasmada com o “caso Freeport”.

Agora, descobriram que um tal Júlio Monteiro, meio irmão da mãe de Sócrates, poderá ter servido como intermediário, entre a empresa inglesa, dona do outlet, e um ministro do governo de Guterres. Untando as mãos desse ministro com 4 milhões de euros, ele teria dado um jeito, no sentido do projecto ser aprovado, o que veio a acontecer, três dias antes de Guterres deixar o pântano.

Ora, sabendo que o ministro responsável pelo estudo de impacto ambiental era José Sócrates, depreende-se que os 4 milhões foram parar aos seus bolsos, o que explica as gravatas giras.

No entanto, se o Júlio Monteiro é meio irmão da mãe de Sócrates, isto significa que é apenas meio tio do primeiro-ministro – logo, só lhe deve ter dado 2 milhões.

Resta saber onde páram os outros 2 milhões.

Aliás, a malta está a especializar-se em fazer desaparecer milhões. Cada dia que passa, descobre-se que desapareceram mais alguns milhões, e nisso, o BPN é perito.

Ora, segundo a teoria de Cadilhe, a culpa não é de quem rouba os milhões, mas de quem tinha obrigação de montar guarda e não deixar que os milhões fossem roubados.

Constâncio foi ao rubro e só não teve um AVC por causa da recessão, que tem mantido tudo em baixo, mesmo a tensão arterial.

Tem alguma graça ver os banqueiros quererem ser independentes, abominarem o Estado e revoltarem-se contra qualquer intromissão na sua actividade e, depois, quando alguma coisa corre mal, irem todos a correr pedir ajuda e gritarem que a culpa é do Banco de Portugal.

Filhos ingratos!

Mas Constâncio devia saber que quem tem filhos, tem cadilhes…

Piratas somalis e portugas

Sunday, November 23rd, 2008

Na Somália está na moda ser-se pirata, o que não admira, já que a Somália está na Idade Média.

Parece que ser-se pirata dá estatuto. Dizem que, na Somália, os piratas ficam com as raparigas mais bonitas.

Recentemente, um grupo de piratas somalis capturou um petroleiro e pediu, como resgate, 20 milhões de dólares.

A empresa que detém o petroleiro viu-se aflita para reunir a massa porque não conhecia o BPN.

O Banco Português de Negócios emprestou 20 milhões de euros ao ex-ministro pê-esse-dê da Saúde, Arlindo de Carvalho, segundo notícia do Público.

Entretanto, o ex-secretário de Estado pê-esse-dê, Oliveira e Costa, chefe do BPN e o ex-ministro pê-esse-dê, Dias Loureiro, foram a Porto Rico e compraram 75% da New Technologies e 25% da Biometrics Imagineerin. As participações nestas duas empresas custaram, ao BPN, 56 milhões de euros.

A Biometrics estava falida e a New Technologies não tinha qualquer actividade.

O que tem isto a ver com os piratas somalis?

Tudo, excepto que, estes (e outros) ex-ministros do PSD não ficaram com as raparigs mais bonitas.

Valha-nos isso!…

PS – O Professor Cavaco Silva não tem nada a ver com isto! Foi ele mesmo que disse!