Este é o Inverno do nosso descontentamento

Não, não falo do Freeport, do Face Oculta, do Programa de Estabilidade e Crescimento, da crise internacional, da taxa de desemprego, dos três patéticos candidatos à presidência do PSD, do Orçamento Geral do Estado, da Comissão de Ética da Assembleia da República e da sua inutilidade, do ano de 369 dias de Cavaco Silva (1), do plano de Jardim para aumentar a superfície da Madeira, à custa da lama e dos pedregulhos da enxurrada.

Estou mesmo a falar da porra deste Inverno!

Será que não pára de chover, carago?!

Estou farto de frio, de nevoeiro, de vento e de chuva!

Chega, porra!

Olha para o Tejo, hoje, tão triste que estava!…

(1) “Falta tanto tempo. Um ano, doze meses, 369 dias. Falta ainda muito tempo. Não acreditam no que digo e não insisto. Mas é assunto em relação ao qual eu não dediquei ainda um minuto da minha ponderação”, afirmou Cavaco Silva, a propósito da sua hipotética recandidatura.

7 thoughts on “Este é o Inverno do nosso descontentamento

  1. Que não saiba quantos cantos há n’Os Lusíadas… vá lá! Afinal ele é de Economia, e a última vez que deve ter falado neles foi no 5º ano (depois 3º e agora 9º… vá lá, decidam-se). Mas para quem nunca se engana e raramente tem dúvidas (ou será ao contrário?!) dizer que um ano tem 369 dias… deve ser algum desejo recalcado de compensar os feriados que abundam no nosso calendário.

    Quanto ao Alberto João, se fossem só lama e pedregulhos não era mau. O pior é o restante lixo que se não for devidamente tratado poderá causar problemas sérios de saúde pública. É uma situação complicada, sempre foram cerca de 4000 camiões de entulho despejados na zona da praia formosa.

  2. será que os tais 8 cm que se desviaram ( desde o sismo do Chile) deram este aumento ao ano?!
    não chegavam os aumentos da minha dívida pública (18.000,00€) ao estrangeiro que outros fizeram por mim?!

  3. Acho que o ano de 369 dias é um engano sem importância…
    Quem se não engana ? Toda a gente tem a certeza que um metro não tem 104 cm ?
    O que é irritante é o “eu não dediquei ainda um minuto da minha ponderação”. Chama-se a isto uma linguagem castigada.
    A ponderação

  4. 369 não pode ser. Ou são 3×69 em 365 dias ou é alzheimer. Eu não sou médico portanto acredito na primeira hipótese mas baralha-me a cara da maria do arroz de lingueirão como alternativa aos alimados.

Leave a Reply to yskisu Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.