Desnudadas substancialmente

Notícia do DN de ontem:

“Para ter sexo ameaçava divulgar fotos”

Fui ler.

Tudo o que meta fotos me excita…

Segundo a notícia, a PJ de Santo Tirso deteve um homem de 52 anos, “suspeito dos crimes de rapto, coação sexual e roubo, dos quais foi vítima uma mulher de 35 anos”.

Ingredientes habituais.

A notícia acrescenta que “a mulher vinha mantendo um relacionamento sentimental intermitente” com o detido – tipo, agora fode, agora não fode, digo eu…

Em outubro passado, “foi por este atraída para um passeio de automóvel. Quando se encontravam num local por ele previamente determinado, foram alvo de uma abordagem por parte de um terceiro elemento, o qual, em conlui com o detido, simulou o sequestro e roubo de ambos, fotografando-os ainda em poses substancialmente desnudadas”.

Estamos, portanto, perante um argumento digno de um filme da série B, que até mete abordagens!

E notem que um dos facínoras é capaz de simular o sequestro e o roubo e, simultaneamente, tirar fotografias aos outros dois, enrolados, em poses “substancialmente desnudadas”.

O que será “substancialmente desnudadas”: ele com tudo à mostra menos os testículos? E ela, toda nuazinha, com uma nádega escondida?

Claro que, depois da sessão fotográfica, “a mulher passou a ser repetidamente pressionada pelo homem, com vista a novos encontros de cariz sexual, desta feita sob a ameaça de divulgação das fotos íntimas”.

Felizmente que a PJ entrou em acção e prendeu o energúmeno.

Agora, ela já pode descansar, substancialmente desnudada, sem que ninguém a incomode…

Tags: , ,

Leave a Reply