Para a Islândia, e em força!

A Islândia nunca me enganou.

Como é que uma ilha praticamente gelada, situada no escroto de Judas, foi considerada, pela ONU, no ano passado, como o país mais avançado do Planeta?

Agora, está-se a ver. Bancarrota, a coroa islandesa não vale um caracol congelado e os islandeses correm aos supermercados e às farmácias para açambarcarem os bens de primeira, segunda e terceira necessidade, como qualquer outro povo de um qualquer país subdesenvolvido da América do Sul e arredores.

Em bancarrota, ninguém deve dar nada pela Islândia, agora.

É portanto uma boa oportunidade para convencer o Alberto João Jardim a usar os lucros da off-shore da Madeira e comprar a Islândia.

Depois, muda-se para lá com todos os seus apaniguados, enquanto os islandeses (são pouco mais que 300 mil) vêm para a Madeira.

Ganhamos todos: Jardim ganha a independência, os islandeses ganham uma nova ilha sem gelo e nós ficamos livres do Alberto João.

5 thoughts on “Para a Islândia, e em força!

  1. Parabén, finalmente um grande post sobre um pega monstros que não vale um décimo do que ganha…já estive nao madeira e detestei a forma como tratam as pessoas do continente e a maneira como se acham superiores….Força e continua com estes post´s :)

  2. Discordo em pleno do senhor Rui Martins. Estive na Madeira há 10 anos atrás e voltei lá por motivos laborais 2x nos últimos 3 meses. Eu que achava que aquele fascizóide e suas estúpidas intervenções indepentistas deveria cair da ponta do aeroporto e falecer, nunca percebi como é que todos os meus colegas de faculdade em LX, pessoas claramente diferenciadas culturalmente, continuavam a votar nele. Percebi, e se lá estivesse votava para sempre nele, o Sócrates, o Menezes a Leite e qualquer outro são meros peões junto daquele rei da plebe. Exemplos: Qualquer Madeirense que queira viajar ao “contenente” sempre teve as viagens a metade do preço, hoje já não têm a metade mas vão aos correios e recebem 60€ apresentando o recibo de vôo. Em toda a baixa do Funchal e centros comerciais há internet de velocidade rápida GRATUITA. A ilha em 10 anos teve mudou o mesmo que Portugal em 34 anos. Outrora demorava-se 1h30′ a chegar do aeroporto ao Funchal agora 20′ e finalmente as malas demoram 10m a sair do avião e serem entregues nos tapetes, enquanto em Lisboa numa viagem de 90′ demorou das 2 últimas vezes 55′. Já equaciono ir trabalhar para a Madeira… mas são opiniões…

  3. Bintxo: é fácil mudar a Madeira com o dinheiro dos meus impostos e recorrendo a toda a espécie de malfeitorias. Internet grátis para os madeirenses para quê? O Jardim é o único político que se dá ao luxo de ser populista à custa dos patetas do continente. Devia ser extraditado.

  4. Artur, grande idéia, assino por baixo.
    O que diz o nosso amigo bintxo é verdade.
    Mas existe a outra face da ilha, a que que não está ali debaixo do nariz da baixa do Funchal.
    A pobreza extrema dos bairros encavalitados na periferia, o alcolismo, a prostituição infantil….
    E voltamos sempre à mesma questão, a Madeira tem menos habitantes que o concelho de Sintra, onde resido, e recebecemos nós metade das verbas que recebe a Madeira, e a nossa qualidade de vida estaria bem melhor
    Apenas um exemplo: referiu as inúmeras auto-estradas e viadutos, pois bem, aqui no concelho de Sintra estivemos 20 anos à espera de verba para fazer uma auto-estrada pelo zona norte do concelho (IC16, ou IC30?) que desanuviasse um pouco o IC19, a estrada de maior densidade de tráfego na Europa.
    Como vê o dinheiro do Estado não é dividido pelos portugueses de foma igual.

  5. É pá eu voto em voçês se algum de vós se candidatar à madeira, em relação ao sr. bintxo eu estive lá na altura do mundial da alemanha, e senti-me complectamente mal tratado com algumas excepções como é normal em em geral dispenso….ás pessoas que conheci não concordam com o desenvolvimento parcial da madeira porque só o funchal está realmente à frente porque pelo que conheci é uma tristeza…parece que vamos para uma aldeia na serra do gerês com 10 habitantes….em relação ao aeroporto foi a minha empresa que fez o belissimo escoramento necessário na sua construção, é um aeroporto moderno mas mesmo assim estive à espera 1h30 para embarcar de volta ao continente…Sem dúvida que é Portugal mas enquanto não se mudar as ideias de separatismo akilo não vai lá….

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.