Posts Tagged ‘sexo’

Erotismo ou pornografia?

Sunday, February 22nd, 2015

Confesso que o “fenómeno” das “50 Sombras de Grey” me passou praticamente ao lado.

Só recentemente, com a estreia do filme baseado no livro, me interessei perifericamente pela coisa. Ouvi então falar de “pornografia para mamãs” e deparei-me com acérrimas defensoras do estilo.

Claro que não li os livros da E. L. James, nem faço tensão de os ler. Tenho uma prateleira cheia de livros a sério para ler.

2015-02-21 11.40.14Só que ontem, ao visitar a Fnac, em busca de um livro de contos de Joyce Carol Oates (“Terra Amarga”), deparei com uma prateleira pejada deste lixo:  “O Inferno de Gabriel”, “Pede-me o que quiseres”, “Proposta Indecente”, “Noites Escaldantes”, “Rosa Selvagem”, “O Êxtase de Gabriel”, e, claro “As 50 Sombras de Grey”.

Não sei se isto é “pornografia para mamãs”. Há muitos anos, o meu tio Zé Ricardo diria que era literatura para grávidas e pupilos do exército.

No fundo, vai dar ao mesmo.

Gina91Por brincadeira, lembrei-me dessa publicação democrática que surgiu em setembro de 1974, resultado das “portas que Abril abriu” e que se chamava Gina.

Assim como nunca me passou pela cabeça comprar um dos calhamaços de E. L. James, também nunca comprei um único exemplar da Gina.

Isso não quer dizer que eu não conheça ambos os fenómenos.

Para o comprovar, aqui ficam algumas frases respigadas de ambas as obras:

1)”Eu não faço amor, eu fodo com força”

2) “Agora vou-te cavalgar, enfiar-me toda nessa grossa verga.”

3) “A linha entre o prazer e a dor, é muito fina.”

4) “Paris é uma cidade onde todos os dias se passam histórias de orgias”

5) “Por algum motivo não consigo ficar longe de você.”

6) “Olha para o costureiro e não resiste à tentação de lhe tirar as calças para baixo e ver como está o seu membro”

7) “Ele deixa-me louca. Ouço-o sorrir.
O gelo no meu umbigo esta derretendo. Estou para lá de quente – quente e gelada e querendo-o dentro de mim. Agora.”

8) “Solta um pequeno gemido, quando sente aquele monstro começar a entrar nas suas entranhas”.

Claro que os entendidos perceberam logo que as frases 1, 3, 5 e 7 são citações da E. L. James, enquanto as 2, 4, 6 e 8 são da Gina.

Escusam de perder tempo a ler as coisas. Procurem aqui: http://pensador.uol.com.br/frases_cinquenta_tons_de_cinza/ e aqui http://revistagina.tumblr.com/.

Tudo isto me fez lembrar um texto do Mário-Henrique Leiria, publicado em O Coiso, em 16 de Maio de 1975, sob o título “Erotismo ou pornografia”.

Rezava assim:

“O Coiso tem andado bastante preocupado, dado que se sente inculto, ignorante, indigno de ser intelectual do novo tipo. O Coiso não sabe qual é a diferença entre erotismo e pornografia, vejam vocês!

(…) Sem saber essa diferença que parece ser fundamental, como é que ele podia candidatar-se a crítico literário, de arte, de teatro, de televisão, enfim, crítico importante no processo revolucionário? Sim, como?

Achei por bem que nos fôssemos esclarecer. É que eu tenho um amigo, professor universitário, é evidente, que sabe dessas coisas. É democrata tremendo há já um ano e alguns dias, o que nos dá garantias suficientes. Além disso, percebe muito de semântica e tem uma barba razoável. Mais garantias ainda.

Fomos, velozes.

O meu amigo, professor universitário, repito, afirmou-nos, concreto:

– Ora vejamos. Quando declaro grunf tobutu grink zunk zunk anabólico toribu chi cué damoi trabusni, isto é erotismo. Dado que a incidência zunk zunk se projecta directa e integralmente em trabusni. Muito bem. Mas se eu afirmar, peremptório, grunf tobutu grink zunk zunk anabólico toribu chi cué trabusni damoi, isto é pornografia. E porquê? Porque, meus caros, a incidência passa de trabusni para damoi. Creio que fui suficiente e dialecticamente claro. E agora deixem-me trabalhar.”

Espero que vocês também tenham ficado esclarecidos.

Nota: livros verdadeiramente aconselhados, a quem gosta de sexo na literatura ou literatura no sexo: Sexus, Nexus, Plexus, Trópico de Câncer e Trópico de Capricórnio, todos de Henry Miller, Henry & June, Passarinhos, Incesto, Delta de Vénus, de Anais Nin, A Casa dos Budas Ditosos, de João Ubaldo Ribeiro, A Vida Sexual de Catherine M., de Catherine Millet, etc…

Um Papa perigoso

Wednesday, January 21st, 2015

O Papa Francisco é do camandro!

Sempre que abre a boca, rescreve os evangelhos.

Agora, foi numa daquelas estranhas conferências de imprensa que os Papas decidiram começar a fazer, a bordo dos aviões que os transportam nas suas viagens a que eles chamam peregrinações.

O tema da conferência foi a família.

Disse Francisco que os católicos não devem procriar “como coelhos”.

Ora que direito tem o Papa de interferir no modo como os católicos fornicam?

Que eu saiba, os coelhos procriam com o macho por trás da fêmea. Sempre.

Portanto, Francisco acha que essa posição é indecorosa para os católicos, depreendendo-se que defenda a famosa posição de missionário, em que o missionário se coloca por cima da freira, perdão, da esposa…

E Francisco acrescentou que “existem métodos legais” que ajudam os pais a controlar o número de filhos.

Será que o Papa se estava a referir ao célebre método da Aspirina, em que a católica, durante o acto, coloca um comprimido de ácido acetilsalicílico entalado entre os joelhos?

Lá legal é ele!…

Será que Francisco sabe mesmo do que está a falar?…

Nota: o Diário de Notícias diz que “Morreu doente que recebeu telefonema” do Papa. Milagre?…

 

Por que razão os juízes não sentem necessidade de mandar umas quecas depois dos 50 anos

Sunday, October 19th, 2014

Esta semana ficámos a saber que os juízes acham que a sexualidade, depois dos 50 anos, “não tem a importância que assume em idades mais jovens, importância essa que vai diminuindo à medida que a idade avança”.

Esta máxima inacreditável é da autoria da juiz-conselheira Maria Fernanda Maçãs (58 anos) e dos seus dois colegas, Alberto Costa Reis (64 anos) e José Fonseca da Paz (66 anos), e faz parte de um acórdão do Supremo Tribunal Administrativo.

Em 1995, uma mulher, na altura com 55 anos, foi operada na Maternidade Alfredo da Costa a uma situação ginecológica que lhe provocava infecções de repetição. Na cirurgia, e por erro de técnica, terá sido cortado o nervo podendo e, desde então, a vida sexual dessa mulher deixou de ser o que era.

A primeira instância determinou uma indemnização de 175 mil euros, que a Maternidade teria que pagar à doente.

Quase 20 anos depois, o Supremo reduziu a indemnização para 111 mil euros, invocando a tal descoberta feita pelo trio de juízes e que consiste nisto: foder depois dos 50 já não tem grande importância.

A Dra. Maria Maçãs, o Dr. Costa Reis e o Dr. Fonseca da Paz devem saber do que falam…

Mandar umas quecas depois dos 50 é assim como lavar os pés – a posição é incómoda e o prazer é efémero.

Aos 60, já com uma barriguinha proeminente, os juízes devem lavar os pés uma vez por semana e, depois disso, uma vez por semestre deve ser o suficiente.

Depois de meditarem sobre o assunto, este trio maravilha deve ter pensado que era quase uma espécie de lenocínio ao contrário, estar a atribuir uma indemnização a uma mulher por não conseguir mandar pinocadas como antes.

E pensaram neles próprios: uma juíza com 58 anos e dois juízes com mais de 60. Ó colega, o sexo ainda lhe diz alguma coisa? Para falar francamente, o meu sexo nunca me disse nada! Eu bem olhei para ele anos a fio mas o tipo nunca me dirigiu a palavra! O que eu dava para ter uma pila que falasse! Bom, por volta dos 30 anos, a coisa até funcionava mais ou menos, mas agora… Pensando bem, já nem me lembro bem como era aos 30 anos! E orgasmos? Não se importa de repetir? Orgasmos, nunca soube o que isso era!… Vamos mas é baixar esta indemnização!… Se a senhora se quer divertir que vá ao cinema!

E vistas bem as coisas, os três juízes até foram magnânimos!

É que a queixosa, neste momento, tem mais de 70 anos e, nessa idade, ter relações sexuais até é capaz de ser punido por lei!

Desnudadas substancialmente

Friday, February 7th, 2014

Notícia do DN de ontem:

“Para ter sexo ameaçava divulgar fotos”

Fui ler.

Tudo o que meta fotos me excita…

Segundo a notícia, a PJ de Santo Tirso deteve um homem de 52 anos, “suspeito dos crimes de rapto, coação sexual e roubo, dos quais foi vítima uma mulher de 35 anos”.

Ingredientes habituais.

A notícia acrescenta que “a mulher vinha mantendo um relacionamento sentimental intermitente” com o detido – tipo, agora fode, agora não fode, digo eu…

Em outubro passado, “foi por este atraída para um passeio de automóvel. Quando se encontravam num local por ele previamente determinado, foram alvo de uma abordagem por parte de um terceiro elemento, o qual, em conlui com o detido, simulou o sequestro e roubo de ambos, fotografando-os ainda em poses substancialmente desnudadas”.

Estamos, portanto, perante um argumento digno de um filme da série B, que até mete abordagens!

E notem que um dos facínoras é capaz de simular o sequestro e o roubo e, simultaneamente, tirar fotografias aos outros dois, enrolados, em poses “substancialmente desnudadas”.

O que será “substancialmente desnudadas”: ele com tudo à mostra menos os testículos? E ela, toda nuazinha, com uma nádega escondida?

Claro que, depois da sessão fotográfica, “a mulher passou a ser repetidamente pressionada pelo homem, com vista a novos encontros de cariz sexual, desta feita sob a ameaça de divulgação das fotos íntimas”.

Felizmente que a PJ entrou em acção e prendeu o energúmeno.

Agora, ela já pode descansar, substancialmente desnudada, sem que ninguém a incomode…

Maldito cunilingus, outra vez

Thursday, August 15th, 2013

Não há dúvida que é uma conspiração!

Agora, que deixei de fumar há sete anos, dizem que é o sexo oral que provoca o cancro da garganta nos homens!

Quer isto dizer que temos de deixar de fazer minete e podemos voltar a fumar?

Um grupo de cientistas canadianos publicou um artigo na revista Current Oncology que nos deixa ficar na dúvida…

Segundo esse artigo, citado pelo Público de hoje,  foram analisadas 160 pessoas que tiveram cancro da garganta (base da língua, faringe e amígdalas) entre 1993 e 2001 e verificou-se que o HPV (vírus do papiloma humano) estava presente na maioria dos casos, ultrapassando o álcool e o tabaco como factor desencadeante.

Os cientistas de Ontário analisaram as biópsias desses 160 doentes e em 91 delas encontrou HPV 16 (57% do total analisado) – e a maioria dessas biópsias pertenciam a homens com menos de 60 anos que não fumavam!

Mas eles foram mais longe e dividiram a amostra em três partes: na primeira, incluíram biópsias de 1993 a 1999 e a percentagem de HPV era apenas de 25%; na segunda, incluíram amostras de 2000 a 2005 e a percentagem subiu para  68% e no terceiro grupo, a percentagem foi de 61%!

Quer dizer, por outras palavras: à medida que a malta deixava de fumar porque era politicamente correcto e, começava a fazer mais minetes, o cancro da garganta aumentava!

O artigo científico diz textualmente: «devido às mudanças das práticas sexuais, a frequência das infecções transmitidas tem aumentado constantemente ao longo das últimas décadas».

Michael Douglas já tinha alertado para esta situação, afirmando que o seu cancro tinha sido provocado por sexo oral (recordar aqui: maldito cunilingus! – http://www.coiso.net/?p=5504)

Enfim: tabaco, álcool e cuninlingus parece uma associação perigosa e fico preocupado porque comecei a ser adepto dos três desde muito jovem e, até agora, só larguei o tabaco…

Última coisa que me tranquiliza: os cientistas concluem que os homens devem todos ser vacinados contra o HPV e o artigo do Público refere mesmo a marca da vacina (Gardasil), portanto, cheira-me a lobby para alargar aos rapazes a aplicação obrigatória desta vacina, que faz parte do nosso Programa Nacional de Vacinação, mas só para as miúdas com 13 anos.

Se for assim, assino por baixo mas, por favor, não nos proíbam o sexo oral!

Já nos resta tão pouco!…

Maldito cunilingus! (texto só para adultos)

Tuesday, June 4th, 2013

O actor norte-americano Michael Douglas afirmou que sofre de cancro da garganta devido a ter praticado cunilingus.

O seu porta-voz apressou-se a desmentir esta notícia, dizendo que Douglas se referia a cancros provocados pelo papiloma virus em geral e não ao seu cancro em particular.

No entanto, o The Guardian divulgou a gravação da conversa em que Douglas diz, preto no branco, que o seu cancro foi provocado pelo cuninlingus.

Ora oiçam aqui:

http://www.guardian.co.uk/film/audio/2013/jun/03/michael-douglas-cancer-cunnilingus-transcript

A coisa é séria! Ele diz mesmo que o seu cancro “actually comes from cunnilingus“.

Um gajo que é casado com a Catherine Zeta-Jones e já contracenou, entre outras, com a Glenn Close (bem close, por sinal), a Kathleen Turner (muito antes dela ter engordado), a Sharon Stone (no célebre filme em que ela cruza as pernas e mostra o pipi sem querer) e com a Demi Moore (num filme em que ela queria sempre more) – um gajo desse calibre, deve perceber de cunilingus e deve tê-lo praticado à fartazana!

O Diário de Notícias, em serviço público, dedica hoje uma página a este transcendente assunto e foi perguntar ao Dr. Daniel Silva, responsável pelo serviço de Cirurgia da Cabeça e Pescoço do IPO de Lisboa, se era mesmo verdade que o minete pode provocar o cancro (o repórter não terá usado estes termos, mas o sentido geral era esse).

Claro que o médico disse que o álcool e o tabaco, esses sim, são em grande parte responsáveis pelos cancros da garganta e que, quanto ao sexo oral, nada estava provado, embora o vírus do papiloma humano (HPV), tipo 16, possa estar associado a diversos tipos de cancro, nomeadamente, os cancros do colo do útero.

Colo do útero?!

O sexo oral não vai tão longe, caramba!

Parece que a OMS está a estudar o assunto. Gostaria de saber como…

Portugal é o terceiro país do mundo no que respeita à incidência de cancro na garganta.

Portanto, se houver alguma relação entre este cancro e o cuninlingus, ficámos a saber que, para além de outras qualidades, somos também uma cambada de mineteiros.

Não acredito.

Se ouvirem com atenção a gravação acima, o Michael acaba a frase com uma gargalhada, o que quer dizer que estava gozar…

Ó Michael, pá – não brinques com coisas sérias!

Novo método anticoncepcional

Wednesday, February 6th, 2013

“Os especialistas da Harvard School of Public Health, em Boston, analisaram o esperma de 189 jovens entre os 18 e os 22 anos e verificaram que os que passam mais de 20 horas semanais frente à televisão têm esperma de qualidade inferior, com concentração de espermatozóides 44% inferior à dos que veem menos televisão”.

Isto é o que diz uma notícia de ontem do Diário de Notícias.

E a notícia diz mais:

“Os homens que fazem 15 ou mais horas de exercício por semana têm concentração de espermatozóides 73% mais elevada do que os que fazem menos de cinco horas”.

Portanto, se uma jovem quiser passar o dia a mandar umas pinocadas e não queira engravidar, em vez de tomar a pílula, que faz mal a tanta coisa, basta-lhe obrigar o namorado a ver mais de 20 horas de televisão, impedindo-o de fazer qualquer tipo de esforço físico.

Fácil…

Quanto vale a vida sexual?

Monday, February 4th, 2013

Notícia do DN de hoje:

«A mulher de um homem que ficou impotente, na sequência de um acidente de viação, vai receber uma indemnização de 25 mil euros por ter ficado “total e permanentemente privada” da sua vida sexual, decidiu o Tribunal.»

O homem foi vítima de um acidente de viação em 2002, na sequência do qual terá ficado impotente. O Tribunal da relação de Coimbra determinou que a mulher se “encontra vinculada, por virtude do casamento, entre outros, ao dever de coabitação e de fidelidade, assistindo-lhe o direito ao trato sexual com o seu cônjuge, que, por força do acidente de que foi vítima, está definitivamente incapacitado de cumprir”.

Além dessa indemnização de 25 mil euros à mulher, o Tribunal decidiu, também, que fosse paga uma indemnização de 115 mil euros ao homem.

Ora aí está a diferença de valores da vida sexual: 115 mil euros para o homem; 25 mil para a mulher.

Onde pára a justiça?…

Erotismo ou pornografia?

Wednesday, January 9th, 2013

Notícia do DN de hoje:

«O Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada considerou que os espectáculos eróticos são de cariz artístico e, por isso, o imposto de valor acrescentado deve ser cobrado à taxa reduzida».

Resumindo a história: o Salão Erótico de Lisboa cobrou bilhetes com 5% de IVA. A Administração Fiscal considerou que o evento era “pornográfico, com sexo ao vivo e exposição física”, pelo que os bilhetes deveriam ter 21% de IVA.

Segundo a lei, a taxa reduzida de 5% aplica-se a “espectáculos, provas e manifestações desportivas, práticas de actividades físicas e desportivas e outros divertimentos públicos”, excluindo, portanto, “espectáculos de carácter pornográfico ou obsceno”.

Se assim fosse, a organização do Salão Erótico teria que pagar, com juros, 157 mil euros de multa.

Mas o Tribunal decidiu: aquilo não foi pornográfico – foi erótico.

Portanto: sexo artístico paga 5% de IVA; sexo à bruta, paga 21%.

Isto não será inconstitucional?

O sexo oral torna as mulheres mais influentes

Monday, December 26th, 2011

Está provado.

Lembram-se da história do Bill Clinton, do seu charuto e da Monica Lewinsky.

Foi nessa altura que aprendemos que sexo oral não conta como infidelidade.

Clinton afundou-se, enquanto a Hillary foi subindo e acabou nos Negócios Estrangeiros – e só não chegou a presidente porque, na hierarquia, negro ainda vale mais que mulher…

Agora, vem a história de Anne Sinclair, a mulher de Dominique Strauss-Kahn.

O DSK corre atrás de tudo o que é saia e acaba por “obrigar” uma frágil e robusta criada de quarto a fazer-lhe sexo oral.

Pois os jornais informam que, em França, uma sondagem mostra que os franceses consideram Anne Sinclair como a mulher do ano.

Parece que não há dúvidas quanto aos benefícios do sexo oral…