Posts Tagged ‘cancro’

Maldito cunilingus, outra vez

Thursday, August 15th, 2013

Não há dúvida que é uma conspiração!

Agora, que deixei de fumar há sete anos, dizem que é o sexo oral que provoca o cancro da garganta nos homens!

Quer isto dizer que temos de deixar de fazer minete e podemos voltar a fumar?

Um grupo de cientistas canadianos publicou um artigo na revista Current Oncology que nos deixa ficar na dúvida…

Segundo esse artigo, citado pelo Público de hoje,  foram analisadas 160 pessoas que tiveram cancro da garganta (base da língua, faringe e amígdalas) entre 1993 e 2001 e verificou-se que o HPV (vírus do papiloma humano) estava presente na maioria dos casos, ultrapassando o álcool e o tabaco como factor desencadeante.

Os cientistas de Ontário analisaram as biópsias desses 160 doentes e em 91 delas encontrou HPV 16 (57% do total analisado) – e a maioria dessas biópsias pertenciam a homens com menos de 60 anos que não fumavam!

Mas eles foram mais longe e dividiram a amostra em três partes: na primeira, incluíram biópsias de 1993 a 1999 e a percentagem de HPV era apenas de 25%; na segunda, incluíram amostras de 2000 a 2005 e a percentagem subiu para  68% e no terceiro grupo, a percentagem foi de 61%!

Quer dizer, por outras palavras: à medida que a malta deixava de fumar porque era politicamente correcto e, começava a fazer mais minetes, o cancro da garganta aumentava!

O artigo científico diz textualmente: «devido às mudanças das práticas sexuais, a frequência das infecções transmitidas tem aumentado constantemente ao longo das últimas décadas».

Michael Douglas já tinha alertado para esta situação, afirmando que o seu cancro tinha sido provocado por sexo oral (recordar aqui: maldito cunilingus! – http://www.coiso.net/?p=5504)

Enfim: tabaco, álcool e cuninlingus parece uma associação perigosa e fico preocupado porque comecei a ser adepto dos três desde muito jovem e, até agora, só larguei o tabaco…

Última coisa que me tranquiliza: os cientistas concluem que os homens devem todos ser vacinados contra o HPV e o artigo do Público refere mesmo a marca da vacina (Gardasil), portanto, cheira-me a lobby para alargar aos rapazes a aplicação obrigatória desta vacina, que faz parte do nosso Programa Nacional de Vacinação, mas só para as miúdas com 13 anos.

Se for assim, assino por baixo mas, por favor, não nos proíbam o sexo oral!

Já nos resta tão pouco!…

Yankees maquiavélicos!

Saturday, January 14th, 2012

Afinal, a Cristina Kirchner não tinha cancro da tiróide!

A Argentina respirou de alívio e os médicos ficaram muito mal na fotografia: a presidente foi operada, tiraram-lhe a tiróide, suspeitando que ela tinha um cancro e, depois, a anatomia patológica veio revelar que era apenas um inocente bócio colóide, que não precisaria de cirurgia.

Sem tiróide, a pobre da Cristina lá terá que tomar medicação substitutiva para toda a vida!…

E lá se vai a teoria do Hugo Chávez, segundo a qual, os States teriam desenvolvido uma qualquer tecnologia capaz de induzir cancro nos dirigentes da América Latina.

A menos que…

A menos que a trama dos EUA seja ainda mais pérfida: desenvolveram uma tecnologia que induz nos dirigentes da América Latina a ideia de que têm cancro – e afinal, não têm!

Se assim é, Fidel de Castro foi operado ao cólon e afastou-se do Poder, desnecessariamente.

Do mesmo modo, o próprio Chávez ficou sem próstata e levou com quimioterapia e radioterapia sem necessidade nenhuma, só para os yankes se rirem da sua calvície induzida.

Motherfuckers!

Cancer made in USA

Saturday, December 31st, 2011

Hugo Chávez pensa que descobriu a pólvora!

Perante o facto de diversos líderes da América Latina estarem em luta contra o cancro, Chavez interroga-se.

Foi o camarada Fidel a começar, o que é normal, já que ele é o líder espiritual e ideológico da esquerda latino-americana. Cancro do cólon. Renunciou ao cargo de chefe de Cuba, e entretém-se, na sua convalescença eterna, a experimentar fatos de treino.

Seguiram-se: a Presidenta Dilma, com um linfoma aparentemente debelado, Fernando Lugo, do Paraguai, também com linfoma, o próprio Chavez, com cancro da próstata, Lula da Silva, com cancro da laringe e, finalmente, Cristina Kirchner, da Argentina, com cancro da tiróide.

Diz Chávez: «seria assim tão estranho que os EUA tivessem desenvolvido uma tecnologia para espalhar o cancro e isso só se descubra dentro de 50 anos?».

Ó palerma – isso já eles inventaram há décadas!

Chama-se bomba atómica e provocou milhares de cancros nos japoneses!

El cancer no passará!

Friday, July 1st, 2011

Hugo Chávez abriu um novo caminho para a revolução bolivariana na América Latina: a luta contra o cancro!

Gostei de o ver a explicar como foi operado a um tumor abcedado, presumo que situado na próstata, e como a anatomia patológica revelou células cancerígenas, o que obrigou a nova cirurgia.

Chávez descobriu agora que o cancro não passa de um inimigo de direita, que pretende travar o passo da revolução.

Agora, o presidente da Venezuela junta-se a Fidel Castro e mostra ao mundo: os líderes comunistas que sofrem de cancro, vestem-se de fato de treino.

A grande vantagem destes tipos é que podem, pura e simplesmente, anular o cancro por decreto.

Telegramas sortidos

Tuesday, December 14th, 2010

Esta história da Wikileaks, que já enjoa, vai enjoar durante muito tempo – mais tempo do que a história da falta de açúcar (quanto à falta de afecto, nem vale a pena falar…)

Com mais de 200 mil telegramas roubados, haverá pano para mangas e sempre que os jornais estiverem sem assunto, podem sempre ir ao sítio do Assange e arranjam, de certeza, um telegramazito para fazer a primeira página.

No fundo, isto tem uma vantagem: fala-se menos da dívida soberana, que era outra história que já cheirava mal (sabem a como está a taxa de juro agora? se tivesse ultrapassado os 7% sabiam…).

Agora, no meio daqueles telegramas todos, descobriram um sobre a pobre da Maddie. Que o embaixador britânico disse ao americano que a polícia inglesa tinha descoberto provas contra os pais da miúda.

E depois? Isto é alguma novidade?

Não é, mas é o suficiente para mais umas quantas primeiras páginas e reportagens de 20 minutos nos telejornais.

Bocejo…

Vão ver que ainda vão descobrir um telegrama com o nome da mãe do filho do Cristiano Ronaldo, outro com a morada actualizada do Bin Laden e ainda outro com a cura do cancro…

PS – Assange é um apelido com sonoridade francesa e “singe” é “macaco” em francês. Por outras palavras, o fundador da Wikileaks é um grande macaco!

“O Animal Moribundo”, de Philip Roth

Friday, February 27th, 2009

animalmoribundoPhilip Roth é, neste momento, um dos meus escritores favoritos.

Entrei em contacto com ele no ano 2000, com “Teatro de Sabbath”, de 1995. Fiquei fascinado pelo vigor e crueza da escrita torrencial.

Depois desse, já li muitos dos seus livros: “A Mancha Humana” (2000), “Todo-o-Mundo” (2006), “A Conspiração Contra a América” (2004), “Pastoral Americana” (1997), “Casei Com Um Comunista” (1998) e “Património” (1991) .

“O Animal Moribundo” é um pequeno livro, com pouco mais de 100 páginas, em que um professor e crítico de arte de quase 70 anos, narra as suas aventuras sexuais com algumas das  suas alunas, que se sentem atraídas pela maturidade e pela cultura do professor.

David Kepesh, assim se chama o narrador, conta, sobretudo a sua relação com Consuella Castillo, uma jovem cubana, com quem manteve maratonas sexuais quando ela tinha pouco mais de 20 anos e ele já tinha ultrapassado os 60.

Agora, que ela tem 32 anos e ele já está nos 70, e depois de já não se verem há vários anos, Consuella vem ter com o antigo amante. Tem um cancro da mama, está a fazer quimioterapia, perdeu o cabelo, quer ajuda para enfrentar o fim e vai procurá-la junto de quem, naturalmente, está mais perto da morte.

O erotismo, a passagem do tempo, a idade, a morte – tudo isto não é exclusivo de determinados grupos etários.

Nesta história, temos um homem de 70 anos, cheio de vigor e de desejo e uma mulher de 32 anos, enfrentando a morte.

Por coincidência, a capa do livro, da responsabilidade do atelier de Henrique Cayate, poderia muito bem levar à apreensão do livro pela PSP de Braga, como aconteceu recentemente

Mamas pequenas e tomates roxos

Sunday, November 23rd, 2008

Olha que dois estudos tão interessantes!

O primeiro, realizado na Suécia, chega à conclusão que o consumo de café em excesso pode provocar a diminuição dos seios das mulheres.

Segundo os investigadores, o café interfere com os estrogénios, interferindo, assim, no tamanho das maminhas.

Portanto: atenção mamalhudas! Para quê gastar rios de dinheiro nas Clínicas espanholas de cirurgia plástica. Não é preciso cirurgia de redução mamária – basta que bebam quilolitros de café todos os dias!

O segundo estudo vem da Grã-Bretanha. Cientistas britânicos criaram uma variedade de tomate, de cor roxa, que poderá ajudar a prevenir o cancro.

Os cientistas incorporaram nos tomates genes da planta boca-do-dragão, conhecida por ser rica em antocianina, um pigmento antioxidante, com propriedades anticancerígenas.

A antocianina acumulou-se nos frutos do tomateiro em níveis muito altos, dando a cor roxa à pele e polpa dos tomates.

Depois, os maquiavélicos cientistas, deram tomates roxos a ratinhos predispostos para o cancro e muitos destes não desenvolveram cancro, ao contrário dos que comeram tomates vermelhos.

Em resumo: os tomates roxos podem prevenir o cancro.

Portanto, toca a dar pontapés nos tomates uns dos outros, até que fiquem roxos!