A Caixa – quadras soltas

Mário Centeno
Por causa da Caixa
Bebe veneno
E mete baixa

António Costa
Sempre a sorrir
Ignora a bosta
E é sempre a abrir

Quanto ao Marcelo
Um pouco enrascado
Alisa o cabelo
E apascenta o gado

O Passos Coelho
Tão indignado
Parece um fedelho
De risco ao lado

A Cristas, então
Muito zangada
Quer demissão
Não quer mais nada

E nós que deixamos
na Caixa, poupanças
em vão gritamos
abaixo as caganças!

E mesmo sem rimar
o que não é grande perda
deixem-me em paz
e vão todos à merda!

Tags: ,

Leave a Reply