Romenos, outra vez

Aqui há uns tempos, um tipo qualquer da 4Ever Kids foi notícia porque foi ajudar um grupo de romenos que viviam nos baldios junto à ETAR da Cova da Piedade. Não sei se ele foi levado pelos romenos, se foi ele que levou a comunicação social, mas o que passou cá para fora foi que os coitadinhos tinham vindo para Portugal ao engano de um contrato de trabalho que não se efectivou!…

Como se alguém acreditasse que aqueles tipos tivessem atravessado toda a Europa para virem trabalhar para um país com 11% de taxa de desemprego!…

Enfim… os romenos já lá estavam e lá continuam… Se não são os mesmos, pelo menos a muleta que eles usam para fazerem de conta que são coxos, mantém-se a mesma.

O tal senhor da 4Ever kids foi muito aplaudido por jornalistas incautos, que não devem sair das redacções, e que paparam aquilo tudo como verdadeiro, sem consultarem outras fontes, como seria sua obrigação como jornalistas.

Ainda ontem passei por lá, e os romenos lá continuam.

Então, enviei este mail ao Sr. Fernando Madrinha, do Expresso, um dos jornalistas que louvou o tipo da 4Ever kids.

“Caro Fernando Madrinha:

Há uns tempos, o senhor louvou, na sua coluna semanal, a iniciativa de um senhor muito bonzinho que foi até à Cova da Piedade e resgatou meia dúzia de romenas que por lá viviam em condições sub-humanas. Graças aos esforços desse senhor muito bonzinho, os romenos, que teriam vindo para Portugal, enganados por falsas promessas de trabalho, foram repatriados e tudo acabou em bem.

O Sr. Madrinha não fez o trabalho de casa, isto é, acreditou no que parecia ser. Mas, como qualquer jornalista devia saber, nem sempre o que parece, é.

Há anos que os romenos ocupam os baldios junto ao arsenal do Alfeite, perto da ETAR da Cova da Piedade. Basta consultar este link.

Se o Sr. Madrinha enviar um repórter do Expresso até àquele local, encontrará mais um grupo de romenos. Serão os mesmos? Isso não lhe garanto. Garanto-lhe que a muleta que usam para fingir que são coxos e assim obterem umas esmolas dos corações mais empedernidos, essa é a mesma. Todas as manhãs, pelas 6h30, é ver um grupo de romenos a percorrer a Avenida Aliança Povo-MFA, que liga a Cova da Piedade a Cacilhas; um deles, com a muleta às costas. Vão apanhar o cacilheiro para Lisboa, onde passam o dia a esmolar. Ao fim da tarde, regressam aos baldios, trazendo sempre algo que “recoletam”, um colchão velho, uma caixa de cartão, um cobertor.

Sr. Madrinha: não quererá avisar o tal senhor bonzinho? Há mais romenos para ele salvar…

Tags: ,

4 Responses to “Romenos, outra vez”

  1. paulo C. says:

    Se são todos os mesmos não sei, mas pelo menos a rapariga que falava um pouco de português e que tanto se emocionava por poder regressar a casa, já por lá anda outra vez. Ainda hoje a vi.

  2. TiaBabinha says:

    Então e o Fernando Madrinha já te respondeu?

  3. Elso Lago says:

    Os nossos jornalistas adoram ser aldrabados.

Leave a Reply